Sérgio Conceição em busca do golo 600

FC Porto 24-09-2020 15:27
Por Paulo Pinto

Sérgio Conceição já disse vezes sem conta que não dá relevo às questões estatísticas, mas no dérbi do Bessa, neste sábado à noite, pode atingir um número redondo. Desde que é treinador principal, cargo que assumiu na campanha 2011/2012 ao serviço dos algarvios do Olhanense, conseguiu fazer com que as suas equipas marcassem um total de 599 golos em todas as provas oficiais.

 

A odisseia começou no Algarve, teve etapa em Coimbra com a Académica, depois no Minho com o SC Braga e V. Guimarães, antes de uma passagem pelo futebol francês a liderar os destinos do Nantes.

 

Precisamente quando estava a realizar um bom trabalho em terras gaulesas não resistiu ao apelo de Pinto da Costa para chegar à cadeira de sonho. Neste trajeto, que leva já mais de uma década, o técnico procurou sempre dar uma vocação ofensiva às suas equipas, mas é no FC Porto que o seu trabalho ganha uma maior dimensão, com as vitórias em dois campeonatos, a conquista de uma Supertaça Cândido de Oliveira e também de uma Taça de Portugal.

 

Início na ilha

 

O primeiro jogo oficial de Sérgio Conceição na condição de treinador realizou-se a 8 de janeiro de 2012, no Estádio dos Barreiros, na Madeira, diante do Marítimo . O Olhanense perdeu  esse embate (1-2), com Rui Duarte, na altura capitão dos algarvios, a minimizar danos através de um penálti, naquele que foi o primeiro tento apontado nesta caminhada longa que faz contabilizar 599 tentos na carreira do técnico.

 

Seguiram-se muitos outros golos, em palcos nacionais, em França, e noutros países, face às boas prestações europeias que os dragões tiveram nas duas primeiras temporadas (o FC Porto alcançou os quartos de final da Champions, sendo eliminado nas duas ocasiões pelo Liverpool).

 

Médio de 1,75 golos por jogo

 

Pelo Olhanense, Académica, SC Braga, V. Guimarães, Nantes e FC Porto, Sérgio Conceição tem neste momento um total de 342 partidas oficiais, distribuídas por competições como Liga, Taça de Portugal, Taça da Liga, Supertaça Cândido de Oliveira Champions, Liga Europa, Supertaça Cândido de Oliveira, Taça da Liga francesa e Taça de França. Em todas elas as equipas que orientou marcaram golos, numa média de 1,75 golos por jogo.

 

Um registo que Sérgio Conceição quer aumentar significativamente, se possível já na sempre difícil deslocação ao Estádio do Bessa, onde poderá alcançar a fasquia das seis centenas de tentos na carreira como técnico principal. Isto, numa época em que a frente atacante dos dragões sofreu uma profunda revolução, com as saídas de Fábio Silva, Aboubakar e Soares, prevendo-se ainda que Zé Luís siga o mesmo rumo.

Ler Mais
Comentários (15)

Últimas Notícias