W12: o Mercedes para o Mundial de 2021

Fórmula 1 02-03-2021 12:00
Por José Caetano

A Mercedes-AMG é a quarta escuderia a apresentar o monolugar para o Mundial de Fórmula 1 de 2021, que tem arrancado confirmado para 28 de março, no Circuito de Sakhir, no Bahrein. A equipa tem como objetivo principal manter-se no topo de uma competição em que soma sete títulos consecutivos de construtores e pilotos, domínio que começou no início da era híbrida, em 2014, e foi capaz de manter até ao final do campeonato de 2021: neste período, em 138 grandes prémios, 102 vitórias (73,91% de taxa de sucesso!), incluindo 73 com Lewis Hamilton e 13 em 17 corridas apenas no ano passado – ‘contra’ 17 de Ferrari e Red Bull e uma de AlphaTauri e Racing Point.

 

Os heptacampeões mundiais mantêm a dupla de pilotos pela 5.ª temporada consecutiva – em equipa que ganha… –, com Valtteri Bottas, piloto finlandês de 31 anos a entrar na 5.ª época com a escuderia de Brackley, Inglaterra, na garagem ao lado da de Lewis Hamilton, o britânico que somou seis títulos mundiais em oito anos com a equipa, incluindo os últimos quatro – o primeiro venceu-o na McLaren em 2008, quando a formação britânica mantinha uma parceria com os alemães interrompida em 2014 e retomada este ano, depois de experiências menos bem-sucedidas com Honda (2015 a 2017) e Renault (2018 a 2020).

 

O F1 W12 E Performance, nome de batismo do monolugar novo, mantém a cor negra do antecessor W11, modelo de que herda o chassis, mas apresenta diversas mudanças no capítulo aerodinâmico para adequar-se a alteração nos regulamentos que ‘persegue’ a diminuição da velocidade, principalmente em curva.

 

Ainda hoje, apresentação do Alpine-Renault. Depois, seguir-se-ão Aston Martin-Mercedes (amanhã), Williams-Mercedes (sexta-feira), Ferrari (10 de março) e Haas-Ferrari (data por anunciar). Antes do arranque do Mundial, três dias de testes de pré-temporada, também em Sakhir, no Bahrein, entre os dias 12 e 14.

Ler Mais
Comentários (3)

Últimas Notícias