Lincoln está grato aos açorianos e quer «recomeçar do zero»

Santa Clara 30-08-2019 09:28
Por Patrícia Soares

A estreia de Lincoln com a camisola do Santa Clara, no jogo com o Belenenses, assinalou o início de um novo capítulo na promissora carreira do médio ofensivo de 20 anos, ele que, aos 16, pela mão de Luiz Felipe Scolari, se estreou na equipa principal do Grémio, contando já no currículo com uma Libertadores, uma Copa do Brasil e um título sul-americano de sub-17.

 

Lincoln tinha tudo para se tornar numa figura emergente do futebol brasileiro, mas com o passar dos anos foi-se eclipsando.

 

Agora, procura relançar a carreira no Santa Clara, num regresso à Europa que espera poder ser mais produtivo do que aquando da passagem pelo Rizespor, da Turquia. Ontem, o brasileiro recordou, na primeira pessoa, o passado recente.

 

«Estava no Grémio desde os oito anos e cheguei à equipa principal muito cedo. Sempre joguei numa categoria acima da minha e também jogava na categoria que era a minha. Ganhei títulos em todas elas, jogava sempre e penso que isso foi muito bom para o meu desenvolvimento. Cheguei à a seleção, disputei um Mundial [sub-17, em 2015], mas infelizmente não há nada que possa explicar porque não tive a regularidade e o desenvolvimento que muitas pessoas esperavam de mim», lamentou.


Lincoln mostrou confiante na aposta feita no Santa Clara. «No futebol existe sempre uma segunda oportunidade… Tudo o que aconteceu no Brasil é passado e agora só penso em agarrar esta oportunidade da melhor maneira possível. Estou aqui para recomeçar do zero. Tive uma passagem pela Turquia mas sempre sonhei jogar em Portugal. É um campeonato intenso e competitivo. Agradeço ao Santa Clara ter-me aberto essa porta e prometo dar o máximo para ajudar a equipa. Espero dar conta do recado», vincou.

 

Ler Mais
Comentários (0)

Últimas Notícias