A evolução das práticas desportivas (artigo Vítor Rosa, 212)

Espaço Universidade 15.10.2022 17:22
Por Vítor Rosa

Vários critérios caraterizam a evolução das práticas desportivas nos últimos cinquenta anos:
 

1) A massificação: o número de praticantes declarados aumenta regularmente, bem que nem sempre seja possível comparar os resultados dos inquéritos levados a cabo.
 

2) A diversificação: é a rápida emergência de algumas categorias de práticas desportivas, o surgimento de novas disciplinas no seio de uma mesma modalidade, o desenvolvimento de práticas de manutenção da forma e do corpo (fitness e outras).
 

3) O consumo: as práticas desportivas podem ser consideradas como produtos de consumo, como qualquer outro. Entre vários indicadores, é de considerar o “zapping desportivo”, as campanhas de promoção das federações desportivas, o marketing agressivo dos ginásios, as grandes superfícies de venda de produtos, etc.
 

4) A diferenciação: algumas práticas desportivas estão muito associadas às idades dos praticantes, ao género, à origem cultural, ao local de residência e à situação familiar. Os vários inquéritos sobre a prática desportiva atestam a diferenciação social no envolvimento desportivo.
 

Para explicar a desigualdade no acesso a certas práticas sociais e culturais, muitos sociólogos colocam a tónica nas pressões ou nas determinantes sociais, que levam a uma pessoa a agir de determinada forma. O critério económico, para certas práticas desportivas, deve entrar em linha de conta, mas não pode explicar o conjunto das escolhas. Mesmo gratuitas, alguns desportos não são permeáveis às crianças e aos jovens das classes populares, aos “rurais”, aos imigrantes, etc. Observar as práticas desportivas através do critério técnico faz surgir quatro caraterísticas: a força (solicita capacidades morfológicas), a energia (gestos repetitivos), a graciosidade (a dança, a patinagem artística, por exemplo) e os reflexos (rapidez de decisão). O compromisso e o envolvimento numa prática desportiva respondem a uma lógica social.

Uma nota final também para referir que muitos equipamentos desportivos estão, muitas vezes, ultrapassados com as novas práticas desportivas, que foram emergindo nos últimos anos.


Vítor Rosa

Sociólogo, Pós-Doutorado em Sociologia e em Ciências do Desporto, Doutor em Educação Física e Desporto, Ramo Didática.

Ler Mais
Comentários (0)

Últimas Notícias