Ronaldinho quebra silêncio em prisão domiciliária

Paraguai 27-04-2020 12:25
Por Redação

Pela primeira vez desde que foi detido no Paraguai, Ronaldinho Gaúcho falou sobre o momento difícil que está a viver. «Foi um duro golpe. Nunca imaginei que passaria por uma situação dessas», disse.

Em entrevista ao jornal ABC, Ronaldinho, que cumpre atualmente prisão domiciliária num hotel depois de ter estado 32 dias preso preventivamente, historiou o processo que culminou com a sua detenção devido ao uso de passaporte falso, juntamente com o seu irmão, Roberto Assis.

 «Tudo o que fazemos é a partir de contratos geridos pelo meu irmão, que é o meu representante. Neste caso, participámos no lançamento de um casino online, conforme especificado no contrato, e no lançamento do livro ‘Craque da Vida’, organizado com uma empresa no Brasil que tem os direitos do livro no Paraguai. Ficámos surpreendidos ao saber que os documentos não eram legais. Desde então, a nossa intenção tem sido colaborar com a Justiça para esclarecer isso. Desde o início até hoje, explicámos tudo o que a justiça solicitou», garantiu.

Desejando naturalmente que possa «sair desta situação o mais rápido possível», o astro brasileiro contou ainda como viveu os dias em prisão preventiva: «Todas as pessoas me receberam com bondade. Jogar futebol, dar autógrafos, estar em fotos, tudo isso faz parte da minha vida, não tenho motivos para o deixar de fazer, muito mais com pessoas que estão a passar por um momento difícil como eu.»

Ler Mais

A PAIXÃO CONTINUA EM CASA


O momento particular que vivemos determina a permanência das pessoas em casa além do fecho de todas as lojas comerciais alterando dramaticamente os hábitos das pessoas no que toca à leitura e ao acesso à informação.

Neste momento de grandes dificuldades para todos, estamos a trabalhar a 100% para continuar a fazer-lhe companhia todos os dias com o seu jornal A Bola , o site ABOLA.pt e no canal A Bola Tv.

Mas este trabalho só vale a pena se chegar aos seus clientes de sempre sem os quais não faz sentido nem é economicamente sustentável.

Para tanto precisamos que esteja connosco, que nos faça companhia, assinando a versão digital de A Bola e aproveitando a nossa campanha de assinaturas.

ASSINE JÁ

Comentários (7)

Últimas Notícias