O basquetebol (desporto) prepara-nos para isto (artigo de António Pereira)

Espaço Universidade 23-03-2020 15:52
Por António Pereira

Qual o adepto do desporto que já não viu a sua equipa perder no último segundo do jogo, que estava a contar que a sua equipa ganhasse facilmente, mas afinal perdeu, que não passou pela situação de que a lesão de um jogador retirou as hipóteses da sua equipa conquistar o campeonato, que a exclusão de um jogador prejudicou o rendimento da sua equipa levando-a à derrota?
Os artistas do jogo, os jogadores, e os seus treinadores preparam-se no dia a dia para que o inesperado não aconteça e não desapontem os seus fans. Treina-se afincadamente no sentido de melhorar as competências individuais de cada um, para as colocarem ao serviço do coletivo, sendo esta uma das formas de a equipa ser mais competente e mais competitiva.
Mas a competição faz-se também da vivência em equipa e independentemente do escalão etário, do nível de competição, acredito que todos os ex-atletas terão retino na sua mente os momentos de amizade que desenvolveram com os seus colegas, que nunca esqueceram as brincadeiras no balneário ou tempo que passaram juntos no autocarro, das praxes da equipa, do sabor das vitórias, a desilusão das derrotas, o seu percurso desportivo, os troféus conquistados; daquele espírito de equipa que os grupos vão desenvolvendo e que os ajuda a atingir os objetivos.
Praticar desporto é uma das melhores opções que um ser humano pode tomar porque nos coloca desafios de aprendizagem, de aquisição de novas competências, que nos levam à superação, ao moldar de atitudes, incentiva à determinação, aceita o sacrifício, aprende a ser humilde, a estar motivado por natureza (motivação intrínseca), a momentos de convivência, no aprender em viver em equipa, interiorizar como o trabalho em grupo nos proporciona chegar mais longe e fomenta o respeito pelos outros.
A ideia de irmandade, do grupo de pertença, de sermos irmãos, transporta-nos para a capacidade de competir a outro nível, o nível de campeões. O desporto é
uma escola para a vida e tem uma enorme influência na forma como interagimos com os outos ao nível das soft skills.
Este contributo na formação do atleta, especialmente do jovem atleta, permite que através da prática desportiva este se prepare para as exigências da competição profissional (os que tiverem qualidade para isso) e para os requisitos e desafios que a vida profissional coloca a cada um quando acabarem a prática desportiva.
Garantir que este deve ser o propósito do basquetebol, deve ser uma preocupação da Federação Portuguesa de Basquetebol, enquanto entidade reguladora e organizadora da modalidade e da Escola Nacional de Basquetebol, como responsável pela formação de treinadores.
Se tal não acontecer corre-se o risco de o basquetebol português não se diferenciar na sua oferta no vasto panorama do desporto português e assim tornar-se irrelevante, quando nas últimas décadas tem contribuído para o aparecimento de pessoas de destaque nas áreas académica, política , desportiva e empresarias.
O atual ambiente de saúde global e os desafios da humanidade colocam-nos desafios que precisam de ser vencidos, sendo que a nossa experiência enquanto desportista é fundamental para ultrapassar as dificuldades que enfrentamos.
A relação de amizade e companheirismo que desenvolvemos com os nossos colegas de balneário e o amor pelo desporto não se esgota num único desafio. Por muito que nos sintamos desiludidos vai sempre haver uma nova época, um novo desafio a vencer.
Temos de treinar e de nos preparar para os novos reptos da vida, tal como na competição, só precisamos de manter o otimismo próprio de pessoas habituadas a ser determinadas, disciplinados, leais, habituados aos momentos de pressão, trabalhar em equipa, respeitar o adversário e atingir objetivos.
Vamos vencer mais um campeonato por certo.


António Pereira, é licenciado em Comunicação Organizacional com as especialidades de Comunicação de Marketing e Comunicação de Relações Públicas, Mestre em Marketing e Comunicação.

A PAIXÃO CONTINUA EM CASA


O momento particular que vivemos determina a permanência das pessoas em casa além do fecho de todas as lojas comerciais alterando dramaticamente os hábitos das pessoas no que toca à leitura e ao acesso à informação.

Neste momento de grandes dificuldades para todos, estamos a trabalhar a 100% para continuar a fazer-lhe companhia todos os dias com o seu jornal A Bola , o site ABOLA.pt e no canal A Bola Tv.

Mas este trabalho só vale a pena se chegar aos seus clientes de sempre sem os quais não faz sentido nem é economicamente sustentável.

Para tanto precisamos que esteja connosco, que nos faça companhia, assinando a versão digital de A Bola e aproveitando a nossa campanha de assinaturas.

ASSINE JÁ

Ler Mais
Comentários (0)

Últimas Notícias