Dois mísseis russos atingem Polónia; Moscovo nega

Polónia 15.11.2022 20:21
Por Redação

Dois mísseis enviados pelas tropas russas atingiram a cidade de Przewodów, na Polónia, que fica a cerca de 8 quilómetros da fronteira com a Ucrânia. Morreram duas pessoas. 


Os engenhos atingiram uma quinta rural e o ministro da defesa da Letónia, Artis Pabriks, enviou condolências «aos irmãos de armas polacos».


«O regime criminoso russo disparou mísseis que atingiram não apenas civis ucranianos, mas também atingiram o território da OTAN na Polónia», escreveu o governante, nas redes sociais.


«A Letónia apoia totalmente os amigos polacos e condena este crime hediondo», acrescentou.

O grave incidente ocorreu depois de Moscovo ter disparado cerca de 100 mísseis contra a Ucrânia, causando uma queda de energia generalizada em todo o país, deixando a capital Kiev sem eletricidade.


Os mísseis atingiram várias outras cidades, incluindo Lviv e Zhytomyr, no oeste, Kryvy Rih (sul) e Kharkiv (leste), sendo que áreas residenciais foram atingidas.


Também há relatos de que os mísseis causaram cortes de energia na vizinha Moldávia.


Um porta-voz da força aérea ucraniana disse que a Rússia disparou cerca de 100 mísseis, enquanto o presidente Volodymyr Zelensky colocou o número em 85, mas alertou que mais ataques poderão acontecer.


«Sei que os misseis cortaram a energia em muitas cidades. Estamos a trabalhar, vamos reconstruir tudo, vamos sobreviver», defendeu.


Os governos polacos e húngaros estão reunidos de emergência.


Sobre o ‘bombardeamento’, o ministério da defesa russo reagiu, num comunicado que está a ser citado pelas agências de notícias do país, rejeitando que mísseis russos tenham atingido a Polónia.


«As declarações dos media e responsáveis polacos sobre a alegada queda de mísseis russos na área de Przedwowow são uma provocação deliberada, com o objetivo de conseguir uma escalada», assinala o ministério, citado pela agência de notícias russa TASS.


«Não foram feitos ataques contra alvos na fronteira entre a Ucrânia e Polónia por meios de destruição russos», garantiu o executivo de Moscovo.


Notícia atualizada às 20.21 horas



Ler Mais
Comentários (1)

Últimas Notícias

Serviço de apoio ao cliente
Dias úteis das 9.30h às 13h e 14.30h às 18h
E-mail: clientes@abola.pt
Telefone: 213232133 (Chamada para a rede fixa nacional)
Morada: Tv. da Queimada, 23 1249-113, Lisboa Portugal