Dupla felicidade de Steven: vai ao Mundial mas marca golo da vitória antes

Chaves 13.11.2022 23:09
Por António Barroso

O defesa central luso-canadiano Steven Vitória, autor do golo do triunfo do Chaves no Estádio Nacional, diante do Casa Pia (2-1), no jogo da 13.ª jornada da Liga em que converteu o pénalti decisivo aos 90+1’ que deu a vitória aos transmontanos, viveu este domingo um dia especial e com felicidade a dobrar, pela chamada do selecionador do Canadá, John Herdman, aos convocados do país que vão estar no Mundial do Catar, onde também estará o médio Stephen Eustaquio (FC Porto).


«A convocatória para estar com o Canadá no Mundial é um momento fantástico. Mas quero deixar bem claro que não é só meu. Se não fosse a qualidade deste grupo de trabalho [do Chaves] no dia a dia, nada disto seria possível. Partilho-o com muita gente! Estou feliz, é uma felicidade enorme que vai dentro de mim», afirmou Steven Vitória após o encontro, em declarações à Sport TV.


«Desde já, uma palavra para a minha família, em casa. O meu filho faz anos amanhã [hoje] e o pai não vai estar presente [tem de viajar para se juntar aos convocados do Canadá]. Mas esse pequeno presente é para ele, para a minha filha, Naomi, para a minha esposa, Marylin. Estão de parabéns lá em casa. Ir para o Mundial com três pontos muito saborosos deixa-me feliz», acrescentou o jogador que em 2005/06 chegou ao FC Porto e em Portugal já representou Tourizense, Olhanense, Covilhã, Estoril, Benfica e Moreirense antes dos transmontanos.


«É quase um prémio de carreira? Creio que sim. Mas não só meu, sozinho nada disso acontecia. Mas aos 35 anos poder viver um momento destes, é uma alegria que vai dentro de mim. Quase nem tenho tempo para fazer as malas. E boa sorte para Portugal, também [no Mundial do Catar]», sublinhou quem festejou a dobrar neste dia.


Quanto ao jogo, mais felicidade para Stephen.  «Somámos três pontos muito importantes, com sabor especial por terem sido obtidos diante de uma equipa que está a fazer um grande campeonato, mas sabemos da importância de ir para essa paragem em cima de uma vitória. Muda tudo. É neste caminho que queremos estar. A equipa bateu-se muito bem, soube manter-se no jogo e sofrer quando foi preciso e a vitória caiu bem para nós», considerou.


«Acreditámos sempre que era possível, mas o segredo foi o trabalho das semanas. O jogo não acaba aos 75, foi um prémio merecido para o nosso trabalho e a qualidade da equipa: estivemos sempre a tentar impor o nosso jogo e conseguimos uma vitória importante sobre uma boa equipa. Estamos no caminho certo», afirmou o internacional canadiano (três golos em 34 jogos pelo Canadá), já a despachar-se para fazer as malas e se juntar, na segunda-feira, aos compatriotas rumo ao Mundial do Catar.

Ler Mais
Comentários (0)

Últimas Notícias

Serviço de apoio ao cliente
Dias úteis das 9.30h às 13h e 14.30h às 18h
E-mail: clientes@abola.pt
Telefone: 213232133 (Chamada para a rede fixa nacional)
Morada: Tv. da Queimada, 23 1249-113, Lisboa Portugal