«Penálti do nada definiu o resto do jogo»

Arouca 12.11.2022 20:25
Por Redação

O treinador do Arouca, Armando Evangelista, lamentou, no final do jogo em que a formação que orienta foi batida em casa (0-1) pelo Rio Ave, na noite deste sábado, para a 13.ª jornada da Liga, a primeira derrota após ciclo de dois meses e oito jogos (seis para o campeonato e dois para a Taça de Portugal) invictos na temporada, desde o desaire caseiro diante do Boavista (1-2, a 11 de setembro).


«O jogo foi o que perspetivava: equilibrado, o valor de ambas as equipas acaba por ser muito similar. Na primeira parte, e até ao golo, o jogo estava dividido, com duas estratégias completamente diferente. Depois, num lance que está completamente controlado pelo Arouca, surge um penálti do nada. Acaba por definir o que foi depois o resto do jogo», afirmou Armando Evangelista, no final do encontro, e por entre muito ruído que chegava do balneário do Rio Ave, em declarações à Sport TV.


«A desvantagem obrigou-nos, de outras formas, a ir à procura de golos, para poder no mínimo empatar e, quem sabe, até chegar à vitória. Ainda conseguimos encostar o Rio Ave à sua baliza, tivemos mérito, mas não conseguimos concretizar», concluiu o técnico dos arouquenses.


Já João Basso, capitão de equipa dos arouquenses, também foi pouco mais expansivo, ainda no relvado.


«Não era desta forma que queríamos acabar esse ciclo com vitórias e pontos. Ainda para mais em casa, ante os nossos adeptos. Foi um jogo equilibrado, sem grandes ocasiões para as duas equipas. Era difícil sair do 0-0, mas o jogo foi decidido num lance um bocado duvidoso: não revi as imagens da jogada, mas acho que é um gesto normal. Agora é trabalhar, para fazer uma boa época na Liga», sentenciou o jogador.

Ler Mais
Comentários (0)

Últimas Notícias

Serviço de apoio ao cliente
Dias úteis das 9.30h às 13h e 14.30h às 18h
E-mail: clientes@abola.pt
Telefone: 213232133 (Chamada para a rede fixa nacional)
Morada: Tv. da Queimada, 23 1249-113, Lisboa Portugal