«Menos mal que nos queda Portugal»: Afinal, o que significa esta expressão?

Espanha 25.09.2022 15:51
Por Redação

A manchete do AS deste domingo criou algumas reações adversas em Portugal. Após a derrota com a Suíça (1-2), na quinta jornada do Grupo A5 da Liga das Nações, o diário de Madrid publicou a imagem de Luis Enrique com a expressão – Menos mal que nos queda Portugal – que parece depreciativa para com a Seleção Nacional e indicar alguma sobranceria espanhola, que precisa de ganhar em Braga para seguir para a final four.



Contudo, trata-se de uma expressão nascida nos anos 80 na Galiza, que voltou a estar em voga nos protestos recentes contra a entrada da Troika no país vizinho, e que pretende expressar descontentamento com o governo central. A primeira vez que se foi ouviu, foi num célebre mónologo, o poeta Antón Reixa apresentou a banda Siniestro Total da seguinte maneira: «Boa noite, Espanha. Vigo é uma nação, viva Portugal. O bom, o feio e o mal, menos mal que nos queda Portugal. Eles são Siniestro Total».


A frase pegou e deu nome ao terceiro álbum do grupo que se tornou num dos grandes ícones do punk-rock galego da década de 1980 e inscreveu esta expressão como uma de descontentamento para com o governo. Desde então tem feito parte dos movimentos contestários espanhóis, especialmente na Galiza.


Ler Mais
Comentários (4)

Últimas Notícias