Laboratório de Dopagem de Lisboa recupera acreditação da AMA

Mais Desporto 23.09.2022 15:16
Por Redação

O Laboratório de Análises de Dopagem (LAD) de Lisboa recuperou a acreditação por parte da Agência Mundial Antidopagem (AMA), quatro anos depois de ter sido revogada, por decisão do comité executivo do organismo mundial.

O LAD ficou sem credenciais em 25 de outubro de 2018, pouco mais de dois anos depois da suspensão, em 15 de abril de 2016, inicialmente por um período de seis meses, devido à não conformidade com as normas internacionais, como a falta de independência do laboratório, os atrasos dos resultados dos relatórios e falhas na aplicação de métodos obrigatórios para deteção de substâncias.

Devido à suspensão, o laboratório ficou impedido de proceder à análise das amostras por parte de federações e organizações desportivas que tenham assinado o código mundial antidopagem, obrigando a Autoridade Antidopagem de Portugal (ADoP) a recorrer a laboratórios no estrangeiro para a análise das amostras recolhidas em Portugal.

A AMA considerou agora que os responsáveis do LAD seguiram todas as etapas exigidas pela Norma Internacional para Laboratórios (ISL) no sentido de garantirem nova acreditação, nomeadamente a integração no Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA),  aprovada em Conselho de Ministros em 5 de maio último, deixando de estar na dependência do Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ).

«Com esta integração num Instituto de reconhecido prestígio, Portugal consolidou os esforços empreendidos na luta contra a dopagem, reforçando a imagem do país enquanto Estado defensor da verdade desportiva e garantindo a conformidade do LAD com a norma internacional de laboratórios da AMA», destaca, em comunicado, o gabinete do secretário de Estado da Juventude e do Desporto, João Paulo Correia, realçando:

«Agora, com a acreditação do LAD, é dada visibilidade ao controlo de dopagem efetuado no nosso país e ao reforço da luta contra a dopagem, permitindo ainda uma poupança ao Estado, que deixará de depender de análises encomendadas a laboratórios europeus e possibilitando arrecadar receitas de análises de dopagem solicitadas por outros países.»

Ler Mais
Comentários (0)

Últimas Notícias