«Já falamos a mesma língua de Vitor Pereira»

Corinthians 02.09.2022 19:26
Por Redação

O lateral-esquerdo Fábio Santos avaliou os primeiros seis meses de serviço de Vítor Pereira no Corinthians, na condição de convidado do programa Bola de Vez, da ESPN. O Timão segue em zona de apuramento para a Libertadores (4.º lugar) na Série A e discute com o Fluminense uma das meias-finais da Taça do Brasil.


«Muitas pessoas dizem que o resultado é melhor do que o desempenho, e até certo ponto, concordamos com isso. Mas porque pelo caminho perdeu muitos jogadores importantes, teve outros lesionados, e ainda assim achou uma forma de conseguir resultados. Isso também foi positivo da parte dele», observou o defensor.


Bicampeão pelo emblema de S. Paulo, contando ainda com dois Mundiais de Clubes, duas Libertadores e uma Taça Sul Americana, Fábio Santos frisou que a equipa não demorou a assimilar as ideias do treinador português. «Todos os jogadores entenderam muito rápido a filosofia de trabalho dele. Muitas vezes, fugiu um pouco do seu estilo, que é de um futebol mais agressivo, tendo de jogar com uma linha um pouco mais baixa. Isso foi um dos méritos dele, de entender a maneira de jogar, do que precisava ser feito em dado momento», apontou.


O método de trabalho de Vítor Pereira esteve, depois, em análise. «Quanto ao diálogo, isso vai de treinador para treinador. Tive técnicos que eram muito próximos, conversavam connosco todos os dias. O Vítor Pereira é mais do género de falar com os seus adjuntos, dificilmente pergunta alguma coisa. É óbvio que vamos sempre buscar alguma coisa da programação ou qualquer coisa em que podemos ajudar, mas não há assim tanto diálogo. Ele já tem tudo definido e passa-nos, entretanto, aquilo que é o seu pensamento. Também nos adaptamos a isso, já não representa qualquer tipo de problema. É a forma dele de trabalhar. No começo, estranhamos um pouco, mas é normal, veio de outro país. Agora, já falamos a mesma língua», rematou o esquerdino.

Ler Mais
Comentários (0)

Últimas Notícias