Ronnie segue e sensacional Zhao apeia Higgins no ‘UK’ (6-5)

Snooker 29-11-2021 17:46
Por António Barroso

O chinês Zhao Xintong, de 24 anos, 26.º da hierarquia, protagonizou na tarde desta segunda-feira mais uma enorme surpresa no UK Championship, prova da época 2021/22 da World Snooker a decorrer desde dia 23 do corrente e até 5 de dezembro em York (Inglaterra), ao vencer por 6-5 nos 16avos de final (após estar a perder 3-5) e eliminar do torneio o N.º 7 do mundo, John Higgins, escocês de 46 anos, tetracampeão mundial (1998, 2007, 2009 e 2011) e tricampeão desta prova (1998, 2000 e 2010).

 

Fantástica proeza do jovem asiático, que venceu três parciais de rajada para ante o ‘Wizard [feiticeiro] of Wishaw’ (terra natal de Higgins, na Escócia) para marcar lugar nos 16 melhores do torneio, onde já espera um de dois ingleses, Sam Craigie ou Peter Lines. Quatro entradas superiores a 50 pontos (70, 68, 59 e 83 pontos, respetivamente) e uma centenária (110 pontos) ilustram excelência da prestação do chinês ante quem já jogou oito finais de Mundiais…

 

Os favoritos, crónicos candidatos e consagrados continuam a cair no Barbican Centre: depois de Neil Robertson, Stephen Hendry, Ding Junhui, Mark Selby e Mark Williams, foi agora a vez de Higgins, que estivera nas finais das anteriores três provas da corrente temporada e perdera todas – Open da Irl. Norte (8-9 ante Mark Allen), Open de Inglaterra (8-9 ante Neil Robertson) e Champion of Champions (4-10 ante Judd Trump), respetivamente.

 

Exceção a confirmar a regra? Por enquanto, Judd Trump, número dois do ‘ranking’ (e campeão mundial em 2019)… e o compatriota inglês Ronnie O’Sullivan, de 45 anos, N.º 3 da hierarquia, hexacampeão mundial (2001, 2004, 2008, 2012, 2013 e 2020) e quarto cabeça de série do torneio, que se apurou para os ‘oitavos’ na tarde desta segunda-feira ao vencer o compatriota Mark King, de 47 anos, 35.º do ‘ranking’, por 6-3, no primeiro jogo dos 16avos de final da prova a concluir-se. Um jogo duríssimo, com King a ser osso duro de roer, ao contrário do que diz o resultado.

 

Já vencedor de sete edições do ‘UK’ – a primeira delas em 1993, a uma semana de completar 18 anos, e depois de novo em 1997, 2001, 2007, 2014, 2017 e 2018 – o ‘Rocket’ não teve vida fácil ante um rival que o vencera em cinco dos nove duelos anteriores. E teve de ser paciente, defender sem enfado… e bem, para atacar melhor.

 

Mas entradas de 108 pontos (primeiro parcial, 1122.ª centenária da carreira, desde 1992), 70 pontos (segundo ‘frame’), 84 pontos (sexto ‘frame’), 52 pontos (sétimo parcial, que perdeu), 63 pontos (oitavo ‘frame’) e 54 pontos a fechar (nono parcial) resumem a qualidade do jogo de O’Sullivan, que já espera nos 'oitavos, quarta-feira, o tailandês Noppon Saengkham, de 28 anos, 43.º da hierarquia, que num jogo louco - esteve a vencer 5-0, o rival forçou a 'negra' (5-5) mas acabou por ganhar no 11.º parcial (6-5) - bateu o inglês Stuart Bingham, de 45 anos, 12.º da hierarquia (e campeão do Mundo em 2015). Um ponto a reforçar ambição: Ronnie faz 46 anos domingo, dia 5… e o da final.

 

Barry Hawkins já espera Judd Trump ou Matthew Selt nos 'oitavos'

 

Da tarde, ficou ainda a segura e clara (6-2) vitória do inglês e outro clássico, Barry Hawkins, de 42 anos, 10.º do ‘ranking’ - e vice-campeão mundial em 2013 – sobre o chinês Cao Yupeng. Segue-se para o ‘falcão’ (Hawkins ‘The Hawk’) mais um compatriota: ou Judd Trump, ou Matthew Selt, que jogam os 16avos apenas terça-feira.

 

A sessão noturna (19 horas) de segunda-feira no Barbican Centre teve como atrativo principal o N.º 5 mundial, o inglês Kyren Wilson, de 29 anos, frente ao jovem (18 anos) chinês Wu Yize, 84.º do ‘ranking’. Dois tremendos 'chouriços', na bola verde e bola castanha, para o 'Warrior' (Wilson) valeram o 6-3. Mas oito dos 16 encontros desta 3.ª ronda disputam-se apenas na terça-feira.

 

Uma das mais importantes e prestigiantes provas desta variante do bilhar e da temporada, o UK Championship pontua para o ‘ranking’ e joga-se até 5 de dezembro em York, sendo a primeira de três da ‘Triple Crown’ (Tripla Coroa, mais o Masters e o Mundial) da época.

 

O australiano Neil Robertson, campeão de 2020 e que defendia o seu título, já foi eliminado: 2-6 ante o inglês John J. Astley, também já fora (4-6 ante Mark Joyce) de uma prova que distribui £1,009 M (€1,2 M) de prémios, das quais £200 mil (€238 mil) ao campeão.

 

Até às meias-finais, o torneio, transmitido em direto para Portugal (EuroSport) é jogado à melhor de 11 ‘frames’: até um vencer seis (de 6-0 a possíveis 6-5). A final é jogada à melhor de 19 parciais e vencer o primeiro a ganhar dez: de 10-0 a possíveis 10-9.

 

Resultados dos jogos desta 2.a feira, 16avos de final do UK Championship (apurados a negro):

Mark King-Ronnie O'Sullivan, 3-6

Barry Hawkins-Cao Yupeng, 6-2

John Higgins-Zhao Xintong, 5-6

Andy Hicks -Dominic Dale, 6-5

Graeme Dott-Jack Lisowski, 2-6

Kyren Wilson-Wu Yize, 6-3

Ben Woollaston-Liam Highfield, 6-4

Noppon Saengkham-Stuart Bingham, 6-5

 

Jogos de 3.ª feira, 16avos de final (hora local e de Portugal continental):

Anthony McGill-Zhou Yuelong (13 horas)

Judd Trump-Matthew Selt

David Gilbert-Mark Allen

Sam Craigie-Peter Lines

Mark Joyce-Jordan Brown (19 horas)

Ricky Walden-Anthony Hamilton

Luca Brecel-Stephen Maguire

Xiao Guodong-Hossein Vafaei

Ler Mais
Comentários (1)

Últimas Notícias