2003 - Rafael Van Der Vaart destacou-se no Ajax. Passou para o Hamburgo e foi contratado pelo Real Madrid em 2008. Após duas épocas rumou ao Tottenham e acabou por não atingir o sucesso esperado. 2004 - Wayne Rooney começou a dar nas vistas pelo Everton e logo foi contratado pelo Manchester United. Fez 120 jogos pela seleção inglesa, tornou-se o melhor marcador de sempre do país, ao mesmo tempo que ajudou os red devils a conquistar cinco títulos da Premier League e uma Liga dos Campeões, marcando 306 golos na carreira. É agora treinador do Derby County. 2005 - Lionel Messi dispensa apresentações. Tinha 18 anos quando venceu o Golden Boy e desde então já se tornou recordista no prémio Bola de Ouro, que conquistou por seis vezes. 2006 - Cesc Fabregas tinha 19 anos e estava a dar nas vistas ao serviço do Arsenal. Passou para o Barcelona e voltou depois a Inglaterra para representar o Chelsea. Atualmente encontra-se no Mónaco. 2007 - Sergio Aguero estava na altura no Atlético Madrid. Em 2011 foi contratado pelo Manchester City, onde se tornou uma autêntica lenda, ajudando a conquistar cinco títulos na Premier League. No último verão mudou-se para o Barcelona, onde um recente episódio cardíaco está a colocar em risco a sua carreira. 2008 – Anderson é considerado o primeiro flop desta lista. Na altura em que venceu o Golden Boy tinha-se mudado do FC Porto para o Manchester United. Nunca confirmou verdadeiramente o seu talento e acabou a jogar num clube da 2.ª Divisão da Turquia (Adana Demirspor). 2009 - Alexandre Pato estava no Milan quando venceu o prémio. Muito afetado por lesões, voltou ao Brasil, ainda regressou à Europa para jogar no Chelsea e no Villarreal, mas já sem qualquer sucesso. 2010 - Mario Balotelli estava a dar nas vistas no Inter Milão e foi contratado pelo Manchester City. Apesar de ter passado ainda por clubes como Milan, Liverpool ou Marselha, acabou sempre por ser mais notícia fora dos relvados do que dentro deles. Joga atualmente na Turquia pelo Adan Demirspor. 2011 - Mario Gotze destacava-se no Borussia Dortmund e, dois anos depois, mudou-se para o Bayern Munique. Uma série de lesões afetou o rendimento deste médio-ofensivo, que atualmente joga no PSV Eindhoven. 2012 – Isco estava na altura no Málaga e foi contratado pelo Real Madrid, clube no qual ainda se encontra, mas longe de ser habitual titular. 2013 - Paul Pogba representava a Juventus quando venceu o prémio. Dois anos depois tornou-se no jogador mais caro do mundo, ao ser (re)contratado pelo Manchester United, clube onde ainda se encontra mas sem atingir sucesso. 2014 - Raheem Sterling estava em ascensão no Liverpool e, um ano após vencer o prémio, mudou-se para o Manchester City, onde já contribuiu para a conquista de três títulos na Premier League. Na presente época está a ter dificuldades para ser titular, face a várias notícias que apontam para a sua saída do clube. 2015 - Anthony Martial foi contratado pelo Manchester United ao Mónaco, sendo considerado uma estrela em ascensão no futebol francês. Porém, não tem conseguido evidenciar-se pelos red devils. 2016 - Renato Sanches impressionara ao serviço do Benfica e foi contratado pelo Bayern Munique, após ter contribuído para o inédito título europeu de Portugal. Não vingou e, após ter sido emprestado ao Swansea, mudou-se para o Lille, onde tem tentado cimentar a sua carreira. 2017 - Kylian Mbappé venceu o prémio depois de se mudar do Mónaco para o Paris Saint-Germain. É uma autêntica estrela na seleção francesa e é constantemente apontado ao Real Madrid. 2018 - Matthijs De Ligt destacou-se pelo Ajax, que nesse ano chegou às meias-finais da Liga dos Campeões. Mudou-se para a Juventus, onde ainda não vingou. 2019 - João Félix impressionou ao serviço do Benfica e logo foi contratado pelo Atlético Madrid, ainda sem confirmar o seu talento. 2020 - Erling Haaland venceu o prémio no ano passado, já ao serviço do Borussia Dortmund. É dos jogadores mais cobiçados da atualidade.

O que fizeram e onde andam os vencedores do Golden Boy (fotogaleria)

Internacional 23-11-2021 12:05
Por Redação

O espanhol Pedri, jovem de 18 anos que milita no Barcelona, é o novo Golden Boy, prémio instituído pelo jornal italiano Tuttosport desde 2003 para o melhor jogador sub-21 da Europa.

Entre os vencedores anteriores encontram-se dois portugueses (Renato Sanches e João Félix), mas nomes como Cristiano Ronaldo, Neymar ou Hazard não foram eleitos quando estiveram nomeados.
 

Recorde na galeria em cima todos os vencedores e também o seu percurso.

Ler Mais
Comentários (8)

Últimas Notícias