«Até que ponto temos de tolerar isto?»

Bayern Munique 22-11-2021 17:16
Por Redação

O Bayern viaja para Kiev com presença certa nos oitavos de final da Liga dos Campeões e o 1.º lugar do grupo no horizonte. Apesar do contexto favorável na Europa, e sendo certo que a liga milionária «nunca deixa de ter importância», há um assunto capaz de irritar Julian Nagelsmann: o alarido à volta da não vacinação de jogadores e funcionários dos bávaros.

 

O técnico não contou com os defesas Sule e Stanisic, infetados com Covid-19, e o quinteto composto por Kimmich, Gnabry, Musiala, Choupo-Moting e Cuisance, em quarentena, no último apronto. Além disso, de acordo com um relatório agora conhecido, vários profissionais do clube não vacinados têm de renunciar a parte dos seus salários.

 

No lançamento do jogo com o D. Kiev, Nagelsmann deu a conhecer o seu sentimento sobre tanta polémica à volta do clube. «Divirto-me mais quando as coisas estão calmas e tudo segue na direção certa. De qualquer forma, estou surpreendido com o facto de sermos o único clube onde há tanta inquietação. Pelo menos, parece que somos o clube que suscita mais interesse, enquanto outros podem recostar-se no sofá e pensar: é bom que não entendamos isto», disparou.

 

«Até que ponto temos de tolerar isto tudo? Claro, acho que os assuntos internos deviam permanecer internos, isto não é bom. Seria bom que as coisas fossem um pouco mais fechadas», soltou, Nagelsmann, antes de se pronunciar sobre nova visita à Ucrânia: «Não sentimos pressão, para lá da pressão normal num clube como o Bayern. Temos a oportunidade de reagir à derrota com o Augsburgo.»

 

Ler Mais
Comentários (1)

Últimas Notícias