«Fumavam, bebiam e ganharam tudo»

Brasil 26-10-2021 17:00
Por Redação

O ex-presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, teve revelações surpreendentes no podcast Papagaio Falante, recordando alguns momentos das suas duas passagens enquanto líder do emblema da cidade brasileira de São Paulo.

 

Sanchez recordou o primeiro mandato e contou que que nem todos jogadores bebiam e fumavam, mas destacou dois: «Jorge Henrique e André Santos eram imbatíveis, terríveis. Aquela equipa de 2009, 2010, 2011 e 2012 era brincadeira. Eles fumavam no vestiário, não todos, mas alguns. Os jogadores bebiam a toda hora, faziam churrasco todo o dia e ganharam tudo.»

 

Conhecido como Cartola, o dirigente acrescentou ainda: «Não sou babá de jogador. Jogador que ganha 300, 500 mil reais, um milhão por mês, vou ver se bebeu ou se está na noite? Tem que chegar no horário do treino, treinar, e jogar bem. O que ele faz fora do clube é problema dele.»

 

Andrés Sanchez presidiu ao Corinthians pela primeira vez entre 2007, ano da descida à Série B, e 2011. Sob a sua liderança, os paulistas conquistaram Série B, Campeonato Paulista, Brasileirão e Taça do Brasil. Em 2012, o Corinthians ainda conquistaram Taça Libertadores e do Mundial de Clubes, troféus considerados uma herança do trabalho deixado pelo ex-presidente.

 

O empresário, filho de pais espanhóis que emigraram para o Brasil, foi eleito deputado federal em São Paulo pelo Partido dos Trabalhadores, voltou a liderar o timão, entre 2018 e 2021.

 

Sob a gestão de Sanchez, o Corinthians conseguiu operar algumas das contratações mais sonantes de sempre no Campeonato Brasileiro: Ronaldo Nazário, Fenómeno, em 2009, e no ano seguinte foi buscar aquele que é considerado por muitos como o melhor lateral-esquerdo de todos os tempos no futebol mundial, Roberto Carlos.

Ler Mais
Comentários (5)

Últimas Notícias