Miguel Silva 17.º nos seniores e duplas lusas aquecem Salgados

Snooker 14-10-2021 22:48
Por António Barroso

Um 17.º lugar, entre 80 jogadores, na prova de seniores dos ESC Online Campeonatos Europeus de Snooker, a decorrerem em Albufeira desde 2 até 17 do corrente mês, após lugar com estoicismo até às 3 horas e 30 minutos da madrugada com o escocês Lee McAllister (1-3) pela presença nos 16avos de final, entre 80 jogadores, já após se ter apurado da fase de grupos e eliminado o finlandês Jukka Haapaloski (3-0), é classificação meritória para Miguel Silva.

 

O madeirense, de 43 anos, viu o escocês chegar a 2-0, reagiu, encostou a 1-2, teve hipótese de forçar a ‘negra’ mas, e num horário já impróprio para idades menos ou mais avançadas, acabou por cair, de pé. «Ficou um sabor amargo, poderia ter ganho mais ‘frames’ e ido mais longe, mas pronto. Dei o melhor só que não chegou. Noutro dia, com o vento de feição para mim, até lhe ganhava, apesar de ser já jogador de um outro nível», disse Miguel Silva a A BOLA.

 

O filho do antigo árbitro de futebol Marques da Silba e alma da Academia de Bilhar Miguel Silva (Funchal) é especialista da variante de pool mas um amador de snooker… que às 7 horas da manhã (três horas e meia depois) se foi treinar, no horário disponível para o fazer… e às 13 horas já estava de novo à mesa para, com João Esteves da Silba Badalo, disputar a prova por Equipas Masculinas por Portugal, a par da outra dupla nacional, constituída por Diogo Badalo e Henrique Correia.

 

Quanto a Henrique Correia, o vianense, de 55 anos, que também passou da fase de grupos nos seniores (ao contrário de Pedro France, João Roque e Paulo Pereira) foi batido pelo belga Lieven Vanthournout (1-3) no acesso aos 16 avos, também de madrugada.

 

Miguel Santos distinguido com final feminina

 

Com a eliminação de Miguel Silva, ficou Portugal sem jogadores nas provas individuais de Europeus que já consagraram o belga Ben Mertens como campeão europeu de sub-18, o galês Dylan Emery nos sub-21, o estónio Andres Petrov nas ‘Seis Vermelhas’ e o inglês Oliver Brown na prova principal (‘Absolutos’).

 

Na sexta-feira, o VidaMar Resort Hotel Algarve será o palco para atribuir o quinto e sexto cetros europeus de 2021, de um total de nove a outorgar até domingo: a final de seniores oporá o galês Darren Morgan e o irlandês Frank Sarsfield, às 10 horas (à melhor de 9 ‘frames’, é vencer cinco, de 5-0 a possíveis 5-4) enquanto a final feminina colocará frente a frente a 12 vezes campeã europeia e outras sete finalista em 19 anos consecutivos (de 1999 a 2018!), a belga e sempre favorita Wendy Jans, à inglesa Jamie Hunter, à melhor de sete parciais – até uma delas ganhar quatro, de 4-0 a possíveis 4-3.

 

Miguel Santos irá estar na tarde de sexta-feira (13 horas) a dirigir a final da prova Feminina dos ESC Online Campeonatos Europeus de Snooker, que vão coroar neste dia 15 mais dois campeões do velho continente, na prova das senhoras mas também na dos seniores (jogadores com mais de 40 anos).

 

«É um orgulho e uma responsabilidade. Espero dignificar o meu País, a arbitragem e o snooker. Fico honrado e tudo procurarei para corresponder à distinção e passar despercebido, o melhor sinal para um árbitro: os jogadores é que são os artistas», disse A BOLA o amadorense, de 47 anos, que, depois do algarvio André Santos ter dirigido a final da categoria principal (‘Absolutos’) e João Correia Leão a de ‘Seis Vermelhas’ nos Europeu de Albufeira-2020, será o terceiro a merecer a honra.

 

Foi mesmo a melhor notícia do dia de quinta-feira para Portugal, chegada ao início da noite, após noite de sofrimento com Henrique Correia e Miguel Silva a darem tudo na prova de seniores (mais de 40 anos).

 

Duas duplas lusas em ação esta quinta-feira e mais duas no dia 15

 

Passadas as emoções fortes da prova de singulares, com Portugal já sem representantes, começou ao início da tarde a prova das Equipas Masculinas, com o País a apresentar duas formações: ‘Portugal 1’, com Diogo Badalo/ Henrique Correia e ‘Portugal 2’, Miguel Silva e João Esteves da Silva, que prometiam continuar a batalhar pelo apuramento noite dentro.

 

No Grupo C, Miguel Silva e João Esteves da Silva começaram por defrontar a ‘Ucrânia 1’ (Anton Kazakov e Roman Blakyta) e perderam por 2-3, para depois serem de novo batidos pela ‘Polónia 2’ (Daniel Holoyda e Marcin Nitschke), por 1-4. Novo desaire com a Letónia (Maris Volajis e Rodion Judin) pelo mesmo resultado (1-4) selou a eliminação, já noite alta nos Salgados.

 

Já a dupla Diogo Badalo e Henrique Correia - ficou no Grupo G (de três equipas e não quatro): perdeu por 2-3 com a ‘Bélgica 2’ (Wesley Pelgrims e Peter Bullen) e à hora de fecho desta edição já tinha assegurado a vitória sobre ‘Israel 1’ (Shachar Ruberg e David Valtzman), por 3-2. Portugal chegou a 3-0, mas todos os 'frames' têm de ser disputados, pois é o saldo entre ganhos e perdidos a ditar os dois primeiros da classificação, que seguem para a fase a eliminar.

 

O apuramento da equipa lusa constituída por Diogo Badalo e Henrique Correia está dependente do resultado do duelo entre Israel e a Bélgica, na sexta-feira (10 horas, mesa 4), uma vez que é o saldo de parciais, entre ganhos e perdidos, a ditar quais os dois primeiros do grupo a seguirem para a fase a eliminar. Só após a conclusão do duelo entre israelitas e belgas Diogo Badalo e Henrique Correia vão saber se estão apurados... ou eliminados.

 

Equipas seniores e Alexandre Almeida em estreia sexta-feira

 

Na prova de equipas seniores, que se inicia sexta-feira e irá concluir-se no dia 18, domingo, também duas equipas lusas vão entrar em ação.

 

A equipa ‘Portugal 2’ é composta por Pedro France e Alexandre Almeida – que se estreia nos Europeus, no antepenúltimo dia - terá como rivais no Grupo B, a ‘Inglaterra 1’ (David Brown e Wayne Brown), a Suíça (Jonni Fulcher e Urs Freitag) e a ‘França 1’ (Jéremy Dorchies e Jean-Marc Beauchamp). Inglaterra às 10 horas (mesa 13), Suíça às 14 horas (mesa 10) e às 16 horas a França (mesa 15) é o cardápio apertado e bem carregado do dia de sexta-feira da dupla lusa.

 

Já a equipa ‘Portugal 1’, com João Roque e Paulo Pereira ficou no Grupo D e defrontará sexta-feira ‘Malta 1’ (Duncan Bezzina e Philip Ciantar), ‘Irlanda 1’ (Frank Sarsfield e Mark Tuite) e ‘Polónia 1’ (Marek Zubrzycki e Robert Sekula). Primeiro rival será a Irlanda, às 12 horas (mesa 3), depois Malta às 14 horas (mesa 13) e terminam a fase de grupos com a Polónia, às 18 horas (mesa 13).

Ler Mais
Comentários (0)

Últimas Notícias