Volta a França regressa com cinco chegadas em alto em 2022

Ciclismo 14-10-2021 15:45
Por Redação

A 109.ª edição do Tour foi apresentada esta quinta-feira em Paris e vai arrancar da capital dinamarquesa, Copenhaga, no dia 1 de julho e irá terminar em Paris, no Campos Elísios, em Paris, no dia 24.

 

A prova francesa, cuja apresentação contou com a presença do príncipe Frederico da Dinamarca, vai passar por quatro países: Dinamarca, Bélgica, Suíça e França. Destaque também para o regresso do Alpe d’Huez, após quatro anos de ausência.

 

O Tour inicia-se com um contra-relógio de 13 km em Copenhaga, seguindo-se mais duas tiradas em solo dinamarquês. 

 

O quarto dia será de transferência e a 4.ª etapa é a primeira em solo gaulês, e liga Dunquerque a Calais, na distância de 172 quilómetros.

 

Na 6.ª etapa (a 7 de julho) os corredores voltam a mudar de país entrando na Bélgica passam pela Suíça e dia 11 de julho têm o primeiro dia de descanso.

 

No retomar da prova, o pelotão vai continuar pelos Alpes, com 148 quilómetros entre Morzine e Megève.

Seguir-se-ão os dois dias grandes dos Alpes, com duas etapas duríssimas e com chegada em alto, a primeira das quais entre Albertville e o Col du Granon, com a meta colocada a 2.413 metros de altitude.

 

Antes do dia de descanso, à passagem pela 15.ª etapa, os ‘sprinters’ voltam a ter nova oportunidade de brilhar ao fazerem a ligação entre Rodez e Carcassonne.

 

A entrada para a última semana do Tour será feita com 179 quilómetros entre Carcassonne e Foix, com duas complicadas contagens de montanha na segunda metade da 16.ª etapa.

 

Seguem-se duas etapas nos Pirenéus, com a 17.ª etapa, de apenas 130 quilómetros, a ligar Saint-Gaudens e Peyragudes, com três contagens de montanha antes da subida final para a meta.

 

A última etapa de montanha do Tour de 2022 vai partir de Lourdes até Hautacam (143 quilómetros), a última chegada em alto, já depois de passagens por mais duas ascensões categorizadas, uma das quais o estreante Col de Spandelles.

 

A ligação entre Castelnau-Magnoac e Cahors (189 quilómetros) dará nova oportunidade aos ‘sprinters’ e permitirá aos candidatos descansar antes dos 40 quilómetros em solitário da penúltima etapa, um contrarrelógio entre Lacapelle e Marival.

 

O vencedor do Tour de France será consagrado depois de 21.ª etapa de 112 quilómetros entre La Défense Arena de Paris e os Campos Elísios.

 

Percurso da edição de 2022 da Volta a França:

 

01 jul: 1.ª etapa: Copenhaga - Copenhaga, 13 km (CRI)

02 jul: 2.ª etapa: Roskilde (Dinamarca) - Nyborg (Dinamarca), 199 km

03 jul: 3.ª etapa: Vejle (Dinamarca) - Sönderborg (Dinamarca), 182 km

04 jul: Transferência

05 jul: 4.ª etapa: Dunquerque - Calais, 172 km

06 jul: 5.ª etapa: Lille - Arenberg Porte du Hainaut, 155 km

07 jul: 6.ª etapa: Binche (Bélgica) - Longwy, 220 km

08 jul: 7.ª etapa: Tomblaine - Super Planche des Belles Filles, 176 km

09 jul: 8.ª etapa: Dole - Lausanne (Suíça), 184 km

10 jul: 9.ª etapa: Aigle (Suíça) - Châtel, 183 km

11 jul: Descanso

12 jul: 10.ª etapa: Morzine - Megève, 148 km

13 jul: 11.ª etapa: Albertville - Col du Granon, 149 km

14 jul: 12.ª etapa: Briançon - Alpe d'Huez, 166 km

15 jul: 13.ª etapa: Bourg d'Oisans - Saint-Etienne, 193 km

16 jul: 14.ª etapa: Saint-Etienne - Mende, 195 km

17 jul: 15.ª etapa: Rodez - Carcassonne, 200 km

18 jul: Descanso

19 jul: 16.ª etapa: Carcassonne - Foix, 179 km

20 jul: 17.ª etapa: Saint-Gaudens - Peyragudes, 130 km

21 jul: 18.ª etapa: Lourdes - Hautacam, 143 km

22 jul: 19.ª etapa: Castelnau-Magnoac - Cahors, 189 km

23 jul: 20.ª etapa: Lacapelle-Marival - Rocamadour, 40 km (CRI)

24 jul: 21.ª etapa: Paris La Défense Arena - Paris (Campos Elísios), 112 km

 

Ler Mais
Comentários (0)

Últimas Notícias

Mundos