Jorge Jesus alcançou o que nenhum português tinha conseguido

Benfica 21-09-2021 10:34
Por Rui Miguel Melo

Seis jogos, seis vitórias. 16 golos marcados, três sofridos. Melhor ataque da Liga, o registo defensivo de Sporting, FC Porto e V. Guimarães, as quatro melhores defesas da Liga. Na época passada, o Benfica perdeu à sexta jornada com o Boavista e caiu de uma liderança que nunca mais soube recuperar, com o Sporting a embalar para o título. Uma época depois, os encarnados bateram os axadrezados e respiram saúde, com o primeiro lugar isolado, com mais quatro pontos do que FC Porto e Sporting.
 

Desde 1982/1983, época em que Sven-Goran Eriksson tomou de assalto o futebol português, que o Benfica não ganhava as primeiras seis jornadas do Campeonato. Ontem, diante do Boavista, foram mais três golos, depois dos cinco apontados ao Santa Clara, na ronda passada.
 

Foi, apenas, a décima vez na história que o Benfica marcou dois ou mais golos em cada um dos primeiros seis encontros do Campeonato. Três delas foram com Jorge Jesus (2011/2012 e 2012/2013, mas o FC Porto foi campeão). Aconteceu o mesmo com Lippo Herczka (1936/1937), Janos Biri (1944/1945 e 1946/1947), Ted Smith (1951/1952), Ribeiro dos Reis (1953/1954), Lajos Czeizler (1963/1964) e com o inglês Jimmy Hagan (1972/1973), época em que o Benfica se sagrou campeão sem derrotas.

 

Leia mais na edição digital ou na edição impressa de A BOLA.

 

 

 

 

Ler Mais
Comentários (182)

Últimas Notícias

Mundos