Pepa após empate em Arouca: «Foi um soco tremendo»

Vitória de Guimarães 18-09-2021 23:51
Por Redação

O treinador do Vitória de Guimarães assumiu que, depois de estar a vencer por 2-0, não esperava sair de Arouca com o empate (2-2).

 

«Nem eu esperava, nem ninguém. É esquisito estar a dizer que fizemos um bom jogo, tivemos muitas oportunidades de golo. Não temos que entrar com a bola na baliza, temos é que fazer golo e ter mais frieza na zona de finalização. Tivemos oportunidades claras para o volume ser diferente, mas não o conseguimos», disse no final do encontro, assumindo que os jogadores do Vitória ficaram «intranquilos» após o primeiro golo do Arouca.

 

«Não vou individualizar os erros, acontecem a quem está lá dentro, também temos de fazer golos e não vale a pena apontar o dedo à defesa quando não fazemos golos na frente. Sentimos a equipa intranquila e [o golo do empate] foi um soco tremendo. No último minuto, foi o que foi, um lance ingrato. Fica aqui um ponto, para nós é uma derrota e uma batalha perdida, mas a guerra é feita de batalhas e acreditamos que no final vamos sair vencedores», desabafou.

 

«Cada jogo tem a sua história, podíamos estar a falar de uma vitória volumosa. Mais um jogo com muitas oportunidades claras de golo, situações dentro de área que temos de finalizar melhor e depois aconteceu futebol. Com muito demérito nosso e não estou a retirar valor ao Arouca. Agora temos de fazer o luto rápido porque daqui a menos de 72 horas estamos a jogar outra vez», rematou.

Ler Mais
Comentários (25)

Últimas Notícias

Mundos