Coreia do Sul acusa: «Como pode um terrorista ganhar uma medalha de ouro?»

Jogos Olímpicos 30-07-2021 09:00
Por Redação

Mais uma polémica nos Jogos Olímpicos de Tóquio, desta vez associada ao torneio de tiro. Javad Foroughi venceu a prova de pistola 10m, conquistado a primeira medalha de ouro para o Irão, mas foi alvo de muitas críticas por parte da Coreia do Sul.

 

Jin-Jong Oh, medalhado olímpico em seis ocasiões, criticou o facto do atleta estar ligado à Guarda Islâmica Revolucionária do Irão, um grupo considerado terrorista pelos Estados Unidos da América, desde 2019.

 

«Como pode um terrorista ganhar uma medalha de ouro? É uma coisa absurda. Não é só uma catástrofe para o desporto iraniano, como também para toda a Comunidade Internacional e, em especial, para a reputação do Comité Olímpico Internacional que parece ser cúmplice de promover terrorismo e crimes contra a humanidade», desabafou.

 

Profissional apenas desde 2017, Javad Foroughi, 41 anos, faz parte desta organização militar enquanto enfermeiro, tendo cumprido missão na Síria entre 2013 e 2015. Desde então, trabalha num hospital em Teerão.

Ler Mais
Comentários (5)

Últimas Notícias