Paulo Bento faz história na seleção

Coreia do Sul 29-07-2021 18:13
Por Redação

Paulo Bento faz história na Coreia do Sul ao tornar-se no selecionador que há mais anos consecutivos ocupa o cargo.
 

O treinador português, de 52 anos, que liderou a Seleção Nacional entre 2010-2015 e já orientou Sporting (2005-2009, duas Taças de Portugal e duas Supertaças), Cruzeiro (2016), Olympiakos (2016/2017, uma Liga grega) e Chongqing Dangdai (China, 2018), entra na quarta época seguida como máximo responsável pelo selecionado sul-coreano, depois de ter assinado contrato a 17 de agosto de 2018. Assim, consegue superar, por exemplo, os registos do alemão Uli Stielike (2014-1016), do português Humberto Coelho (2002-2004) ou do holandês Guus Hiddink (2000-2002).

O sul coreano Huh Jung-Moo até possui mais jogos no currículo como selecionador, mas os cinco anos em que liderou a principal equipa da Coreia do Sul correspondem a dois períodos distintos: 1999-2000 e 2008-2010.
 

Mais: com 19 vitórias, uma das quais na final que valeu a conquista da Taça Asiática em 2019, oito empates e somente quatro derrotas, Paulo Bento está cada vez mais próximo de se tornar no selecionador com mais elevada taxa de sucesso (61,29 por cento de triunfos), podendo em breve destronar Uli Stielike (68,42%).
 

Em setembro, a Coreia de Sul volta a competir, visando o acesso ao Mundial de 2022, no Catar. A seleção liderada por Paulo Bento integra o grupo A da 3.ª ronda de apuramento para o Campeonato do Mundo. Irão, Iraque, Líbano, Síria e Emirados Árabes Unidos são os adversários.

Ler Mais
Comentários (0)

Últimas Notícias

Mundos