Selecionador da Rússia bebeu a já famosa Coca-Cola, Locatelli afastou-a e UEFA pede calma

Euro - 2020 17-06-2021 15:23
Por Redação

A Coca-Cola, um dos principais patrocinadores da UEFA, está nas bocas do mundo ainda mais desde o «boicote» de Cristiano Ronaldo na conferência de imprensa de Portugal, que afastou duas garrafas para colocar uma de água. Ontem Locatelli, de Itália, fez o mesmo, e o selecionador da Rússia, Stanislav Cherchesov, teve uma abordagem própria: abriu uma e bebeu-a.

 

 

 

A UEFA, entretanto, está farta que andem todos a mexer nos patrocínios. O diretor do Euro-2020, Martin Kallen, disse que a UEFA «já comunicou com as equipas relativamente a este assunto» e alertou que os jogadores devem respeitar os patrocinadores: 

 

«As receitas dos patrocinadores são importantes para o torneio e para o futebol europeu», afirmou, destacando por outro lado o  caso de Paul Pogba, que afastou uma garrafa de cerveja da Heineken, mas por motivos de ordem religiosa, ainda que a cerveja presente nestes eventos seja sem álcool.

 

A Coca-Cola e a Heineken estão entre os 12 principais sponsors dos eventos promovidos pela UEFA.

 

Ler Mais
Comentários (28)

Últimas Notícias