Regresso dos adeptos provoca mal-estar

Liga 13-05-2021 08:18
Por Gonçalo Guimarães

A Liga Portugal anunciou ontem que os jogos da última jornada do campeonato vão ter público nas bancadas, autorizando a presença de 10 por cento da lotação dos estádios e o acesso será exclusivamente destinado aos adeptos dos clubes visitados, que devem apresentar, à entrada do recinto, o resultado negativo de um teste rápido para o Covid-19.

Segundo A BOLA apurou, apesar de este ser um desejo comum a todos os clubes, a verdade é que os moldes estão a causar mal-estar em alguns emblemas, nomeadamente aqueles que na derradeira ronda ainda estarão a lutar pela sobrevivência e que terão de jogar fora de casa e lidar com esse obstáculo extra. Ao invés, quem estiver aflito e atuar na condição de visitado terá vantagem. Ou seja, depois de uma época inteira sem público (dois jogos do Santa Clara foram a exceção), não fica assegurada a igualdade no momento mais decisivo da época.
 

Ainda sem saber o que reserva a jornada 33 relativamente a essa luta pela permanência (sobretudo essa, embora à data de hoje ainda esteja em aberto também o segundo lugar e a última vaga europeia), ainda não estão a salvo Gil Vicente, Portimonense, Marítimo, Rio Ave, Boavista, Farense e Nacional. Deste lote, Gil Vicente, Portimonense e Nacional jogam em casa, Marítimo, Rio Ave, Boavista e Farense jogam fora. E há até duelos diretos como o Gil Vicente-Boavista e o Nacional-Rio Ave.

 

Leia mais na edição digital ou na edição impressa de A BOLA.

Ler Mais
Comentários (21)

Últimas Notícias