Daniel Neri está na final do Campeonato Maranhense

Brasil 09-05-2021 08:54
Por João Esteves

Depois do título no Pernambucano de 2020, o treinador português Daniel Neri vai, agora, tentar a conquista do estadual maranhense de 2021, ao garantir, na última madrugada, a presença do Sampaio Corrêa na final do campeonato, frente ao seu maior rival, o Moto Club. Um superclássico, que será decidido em dois jogos, o primeiro já esta quarta-feira (12 de maio), e para o qual os clubes e a Federação Maranhense de Futebol esperam, ainda, autorização do Governo do Maranhão para a presença de público nas bancadas do Castelão (limitado a um terço da sua capacidade)...
 

O passaporte para a final foi conseguido, apenas, no desempate por grandes penalidades (os dois jogos das meias-finais terminaram empatados a zero), com o Sampaio Corrêa, então, a superiorizar-se ao Pinheiro AC, por 4-3.

 

Contratado nos últimos dias de abril, depois de ter colocado o Salgueiro AC, mais uma vez, na fase a eliminar do campeonato pernambucano (o que, desde logo, assegura um lugar na série D de 2022), Daniel Neri, de 41 anos, tem agora mais uma oportunidade de fazer história e tornar-se no primeiro treinador português a conseguir dois títulos estaduais, em épocas consecutivas, e em diferentes campeonatos. Paralelamente, o técnico trabalha na formação do plantel para a Série B do Brasileirão, depois da interessante campanha de 2020 que permitiu ao clube de São Luís lutar, até bem perto do final do campeonato, pelos lugares de promoção. A estreia do Sampaio Corrêa na competição é com o Goiás, no Castelão, a 28 ou 29 de maio.

 

Daniel Neri, natural de Amarante, cruzou o Atlântico em 2013 para liderar a formação do Porto de Caruru, de onde transitou para a academia do Sport Recife (treinou as equipas sub-19 e sub-20). Passou ainda pelo Flamengo, de Pernambuco, e em 2019 assumiu o desafio do Salgueiro AC. Com o êxito que se conhece. O treinador português abraçou o desafio do clube do sertão pernambucano e conduziu o Salgueiro AC, em agosto de 2020, a uma inédita conquista do estadual, ao vencer, no desempate por grandes penalidades, o Santa Cruz, em pleno Estádio do Arruda, palco do rival da final. Pela primeira vez em 105 anos, um clube do interior do estado conseguia intrometer-se na hegemonia de conquistas dos clubes da capital. Pela primeira vez também, um treinador europeu conquistava o estadual de Pernambuco.

 

 

Ler Mais
Comentários (0)

Últimas Notícias

África

Brasil