Levar Marcelo para jogar com o Chelsea vai custar 20 mil euros e a culpa é das eleições

Real Madrid 30-04-2021 18:26
Por Redação

Se quiser ter Marcelo em Londres para defrontar na próxima quarta-feira, dia 5, o Chelsea, o Real Madrid terá de desembolsar 20 mil euros. É que o lateral do Real Madrid não poderá seguir com a equipa na véspera, uma vez que terá de cumprir no dia 4 o dever cívico como suplente numa mesa de voto para as eleições da Comunidade de Madrid, que se realizam na próxima terça-feira.

 

Mesmo sendo suplente - ou seja, é possível que nem venha a estar na mesa de voto - terá de estar no local a partir das 8 da manhã. Se o titular aparecer, poderá ir para casa, mas não sair de Madrid. Não poderá, assim, sair da cidade com a equipa.

 

O jornal espanhol As refere que o jogador brasileiro, também com nacionalidade espanhola, não apresentou justificação para ser dispensado a tempo. Zinedine Zidane disse esta sexta-feira que o jogador «vai cumprir as suas obrigações» e estará na mesma com a equipa, o que deixa supor que o clube tomará medidas para levar o jogador a Londres no dia do jogo.

A mesma fonte refere então que o Real Madrid terá de pagar um avião privado para levar o jogador até Londres, o que poderá custar cerca de 20 mil euros.

 

O Real ainda pediu dispensa à Junta Eleitoral dado o caráter especial da profissão. Alegou que o jogador vive em bolha, como a maior parte dos futebolistas, com poucos contactos exteriores, e poderia correr o risco de contrair Covid-19 ao apresentar-se no local das eleições, mas recebeu resposta negativa.

 

Está tomada a decisão de levar o jogador a Londres, mas se tiver mesmo de estar na mesa na véspera e estar num espaço fechado em contacto com dezenas de pessoas, é provável que a viagem seja anulada.

Ler Mais
Comentários (6)

Últimas Notícias