«Tive pânico de nunca mais conseguir falar»

Escócia 06-03-2021 23:23
Por Redação

Em maio de 2018, Sir Alex Ferguson foi internado de urgência no Salford Royal Hospital, em Manchester, e, passado quase três anos, o antigo treinador do Manchester United revela que temeu nunca mais conseguir falar devido à hemorragia cerebral que sofreu.

 

«Naquele dia, entraram cinco pessoas com hemorragias cerebrais no hospital. Três morreram, dois sobreviveram. Tive muita sorte. Tive pânico de nunca mais conseguir voltar a falar. Abria a boca mas a minha voz não saía, não conseguia dizer nada. Chorava muito porque me sentia inútil. Não me lembro de grande coisa desde que colapsei, só sei que não queria morrer. Toda a minha vida me passou pelos olhos em flashes, foi muito complicado», confessou o escocês, que levou o Man. United à conquista de 38 títulos em 26 anos.

 

Também sobre futebol o antigo treinador falou, mais concretamente sobre a épica final da Liga dos Campeões de 1999, em que o clube inglês perdia por 0-1 com o Bayern Munique e conseguiu a reviravolta nos descontos.

«Esse jogo foi o clímax de tudo o que as minhas equipas eram. Nessa noite todas as qualidades das minhas equipas vieram ao de cima. Nunca, nunca desistir.»

Ler Mais
Comentários (4)

Últimas Notícias