«Weigl é daqueles jogadores que precisam de sentir a confiança do treinador»

Benfica 22-01-2021 12:05
Por Pedro Soares

A alteração introduzida por Jorge Jesus no sistema utilizado frente ao SC Braga, anteontem, em Leiria, com Weigl a assumir posicionamento entre os centrais, num desenho de 3x4x3, mas também a funcionar como médio, pode ter sido circunstancial atendendo às muitas baixas por Covid-19. No entanto, o desempenho já justificou rasgados elogios ao alemão.

Markus Horn, 55 anos, jornalista alemão e adepto do clube da Luz, natural de Frankfurt, autor do livro ‘111 razões para amar o Benfica’, tem visto Weigl... para melhor.

«Sem dúvidas que melhorou nos últimos jogos e mostrou isso no Dragão, onde jogou muito bem. É daqueles jogadores que precisam de sentir a confiança do treinador e não a tem quando só entra aos 60 ou 70 minutos», disse Horn a A BOLA, duvidando, todavia, que Weigl possa continuar a jogar entre os centrais. «No Dortmund jogou na mesma posição, mas nunca se habituou e não gosta de jogar a central. Julgo, até, que foi um dos motivos para ter deixado o Dortmund», vincou.
 

Ainda que renitente em referir-se ao jogo de anteontem com o SC Braga, confessando-se «aborrecido» por este se ter realizado nas circunstâncias conhecidas, e que do seu ponto de vista motivaram as alterações táticas de Jesus, Horn disse ter gostado da exibição de Weigl. «Mas o forte dele não é a construção do jogo ofensivo, para mim é claramente um médio defensivo», sublinha, considerando que os níveis de agressividade do médio germânico «subiram, tal como os do resto da equipa», no jogo com o FC Porto. «Penso que foi por isso que a equipa se mostrou satisfeita com a exibição no final, e não por não ter perdido o jogo, como muita gente ficou a pensar».

 

Leia mais na edição digital ou na edição impressa de A BOLA.

Ler Mais
Comentários (31)

Últimas Notícias