«Se a Noruega perde nunca mais nos apanha»

Andebol 19-01-2021 18:56
Por Redação

Para Paulo Jorge Pereira, treinador da Seleção Nacional de andebol, o encontro de quarta-feira com a Noruega «não é uma final», mas pode se decisivo nas contas do apuramento para os quartos de final do Mundial.

 

«Este é um jogo que tem um significado especial, talvez seja o jogo teoricamente mais difícil. (...) Mas também pode ser a solução para passar à fase seguinte. Estamo-nos a preparar para tentar vencer. É uma das melhores seleções do mundo, temos os pés assentes no chão, mas queremos ganhar», começou por dizer sobre o primeiro jogo da segunda fase, onde Portugal chega com vantagem de dois pontos sobre os nórdicos:

 

«Para a Noruega, este jogo pode ser decisivo. Se perderem nunca mais nos apanham, a não ser que possa haver empates entre várias equipas. Para eles é um jogo de altíssimo risco. Para nós, é um jogo em que fica tudo em aberto se não ganharmos. Tudo faremos para tentar ganhar e continuar a sonhar.»

 

Depois da Noruega seguem-se a Suíça (sexta-feira) e a França (domingo), «dois jogos diferentes», frisou Paulo Jorge Pereira, assumindo que o histórico recente frente (duas vitórias para Portugal nos últimos três jogos) «pode espicaçar os franceses». «Mas a França é sempre a França, já o provou», alertou.

 

Ler Mais
Comentários (6)

Últimas Notícias