«Pretendo observar maior número de jogos no Moçambola»

Moçambique 18-01-2021 19:56
Por Álvaro da Costa, Maputo 

O Moçambola, edição 2021, arrancou finalmente no pretérito fim de semana, após um 2020 sem futebol devido a covid-19. A retoma da principal competição futebolística de Moçambique deixou o seleccionador dos Mambas, Luís Gonçalves, super agradado , na medida em que irá permitir que volte a observar os jogadores, que atuam internamente, já a pensar nos jogos decisivos de apuramento para o CAN-2021 diante do Ruanda e Cabo Verde.

 

«Claro que o início Moçambola era importante. Aliás, fiz questão de estar presente no jogo inaugural em Vilankulo (sábado) e ontem (domingo) assisti ao jogo entre o Ferroviário de Maputo e a União Desportiva do Songo.  É importante porque é evidente que o campeonato principal de um país tem que existir. Sabemos que a Seleção Nacional tem vários jogadores que actuam no estrangeiro, mas também tem outros tantos que actuam em Moçambique e não nos podemos esquecer que março é já aí.  Portanto em março vamos ter esses dois jogos com Ruanda e Cabo Verde, que são decisivos para a nossa qualificação para o CAN, que é o nosso grande objectivo», comentou o técnico português. 

 

Luís Gonçalves acrescenta que o Moçambola dará ritmo competitivo aos jogadores e aumentará o leque de escolhas, já que não descarta a hipótese haver novidades na próxima convocatória. 

 

«É importante termos jogadores a competir,  e o Moçambola irá justamente proporcionar que eles melhorem a sua condição a todos os níveis», reagiu.

 

Por outro lado, o seleccionador nacional de Moçambique, considera que «a existência do Moçambola permite-me ir observando o maior número de jogos possível. Eu e a minha equipa técnica temos essa intenção, para quando chegar o momento de fazer a convocatória escolhermos bem. Costumo dizer que quando fazemos a convocatória o grande desafio que temos é errar o menos possível na escolha dos jogadores porque é tudo muito volátil embora nós tenhamos um grupo mais ou menos constituído, mas há sempre abertura para entrada de novos jogadores e o momento de forma é muito importante», refere.

 

Moçambique ocupa o segundo lugar no Grupo F com 4 pontos. Portanto esta em zona de apuramento quando duas jornadas por disputar. Com o mesmo número de pontos , Cabo Verde está no terceiro lugar, enquanto Ruanda é o último com dois pontos. Camarões, anfitrião do CAN, lidera com 10 pontos.

Ler Mais

Últimas Notícias

Mundos