Sérgio Conceição gerou receita europeia de €182 milhões

FC Porto 03-12-2020 09:22
Por Pascoal Sousa

É um valor impressionante para a realidade portuguesa: em três temporadas e meia no FC Porto, Sérgio Conceição gerou receitas de 182,227 milhões de euros aos cofres do clube em resultado da participação da equipa em três fases regulares da Liga dos Campeões (2017/18, 2018/19 e 2020/21) e na Liga Europa (2019/20)

 

A consulta dos Relatórios e Contas das últimas épocas do FC Porto e dos relatórios financeiros anuais da UEFA confirmam o estatuto de senhor milhões do treinador do FC Porto. Só na Liga dos Campeões as campanhas de Sérgio Conceição geraram fluxo de 172, 239 milhões de euros,  conforme se pode verificar nos quadros que A BOLA publica. Na Liga Europa, a prova menos atrativa do ponto de vista financeiro, Conceição ajudou a amealhar mais 9,988 milhões de euros.

 

Os montantes dos últimos três anos são definitivos e estão gravados em relatório. Incluem as receitas de componente variável distribuídas pela UEFA, como o market pool (correspondente ao valor dos direitos televisivos) e o excedente das edições anteriores, que habitualmente só são conhecidas depois das competições terminarem.

 

As contas da atual edição também são fáceis de fazer, ainda que o valor do market pool seja maior que o habitual pelo facto do FC Porto não dividir o bolo televisivo por mais nenhuma equipa portuguesa. Logo à partida os portistas arrecadaram 41,842 milhões de euros referentes ao prémio de participação e bónus de coeficiente da UEFA; mais 9 milhões pelas três vitórias e um empate no grupo C; e 9,5 milhões pela qualificação  para os oitavos de final. Um total de 60,342 milhões de euros e ainda há um jogo para disputar com o Olympiakos que pode render mais 2,7 milhões (vitória) ou 900 mil euros (empate).

 

Leia o artigo completo na edição impressa ou digital de A BOLA

Ler Mais
Comentários (128)

Últimas Notícias