«Machismo? Não sei o que é, essa carapuça não me serve»

Benfica 02-12-2020 16:02
Por Redação

Jorge Jesus foi questionado sobre a polémica suscitada por uma resposta à pergunta da jornalista da SportTV no final do jogo com o Marítimo, tendo mesmo sido criticado pelo CNID, que qualificou a sua resposta como «absolutamente inadequada e indigna».

 

«[Essas críticas] São injustas: respondi a um jornalista, não se é branco, preto, senhora ou cavalheiro; disse que não estava de acordo com a pergunta, não foi por machismo, não sei o que é isso. No Brasil trabalhei com tantas jornalistas, a Irene Palma de A BOLA esteve comigo vários dias no Brasil, não visto essa carapuça, mas hoje sei que as sociedades são muito mascaradas, e isso é muito mascarado.»

 

Mais cedo, a newsletter do Benfica defendeu também o treinador: «Recordamos que a frontalidade de Jorge Jesus é conhecida desde há muitos anos e que, inclusivamente, na resposta em questão, os termos por si usados para contra-argumentar a opinião travestida de pergunta não foram novidade, tendo recorrido a eles em variadas situações e circunstâncias no passado. (...) Seria, isso sim, ofensivo para os milhares de mulheres que exercem a profissão de jornalista que, com condescendência ou paternalismo, passasse a existir um tipo de resposta diferente e à parte para o seu género.»

Ler Mais
Comentários (29)

Últimas Notícias