Miguel Pinto Lisboa cumpre promessa

Vitória de Guimarães 01-12-2020 17:16
Por Pascoal Sousa

A equipa diretiva liderada por Miguel Pinto Lisboa liquidou na segunda-feira a primeira tranche, no valor de de 1,3 milhões de euros, destinada a adquirir ao acionista Mário Ferreira 11 por cento do capital social da SAD. Significa isto que o Vitória tem já participação maioritária no capital social da SAD, passando dos 40 para os 51 por cento. Até ao final de março de 2022 o emblema minhoto vai reforçar a compra de mais capital na posse de Mário Ferreira de forma a ter uma participação de 96,40 por cento da SAD. No global, o negócio ascende a 6,5 milhões de euros.

 

Em outubro passado, o Vitória deu a conhecer o teor do acordo com o empresário português radicado na Africa do Sul. «Em resultado do acordo referido, em 31 de março de 2022, o Vitória Sport Clube passará a deter 96,40% do capital social da Vitória Sport Clube – Futebol, SAD, sendo que a transmissão das ações e dos direitos e ela associados será efetuada de modo gradual, na medida e proporção do pagamento das quantias acordadas para o efeito», anunciou o clube, em comunicado.

 

O primeiro passo está dado e a intenção, no futuro, é permitir a entrada de investidores, mas com a salvaguarda de o clube manter sempre 51 por cento do capital da SAD, ou seja, a maioria. Constituída a 10 de abril de 2013, a SAD vitoriana tinha como acionista maioritário Mário Ferreira, com 50 por cento das ações, representativas de um investimento de 800 mil euros, enquanto o clube tinha 40 por cento. Eleito para a Direção do Vitória a 20 de julho de 2019, com 50,6 por cento dos votos dos associados, Miguel Pinto Lisboa exibiu como uma das bandeiras da sua candidatura a recuperação da posição maioritária do Vitória na SAD.

Ler Mais
Comentários (88)

Últimas Notícias

Mundos