«Benfica é favorito nas competições, pode é não ter competência para chegar lá»

Benfica 25-11-2020 15:17
Por Redação

Jorge Jesus fez esta tarde a antevisão da partida com o Rangers, em Glasgow, referindo que sabe que o adversário é uma equipa bastante agressiva.

 

Que estratégia para Glasgow:

«O Rangers é uma equipa conhecida, não só pelo Benfica mas pelo futebol português, no ano passado jogou contra SC Braga e FC Porto, já demonstrou o seu valor, o treinador é o mesmo, os jogadores praticamente os mesmos, têm a ideia de jogo há três anos, agressiva, que não é fácil de parar. Em casa já fizeram mais de 30 golos. Agora, face à nossa organização e o que conhecemos, estamos preparados defensivamente, mas também preparados para sermos uma equipa forte ofensivamente. Quando tivermos a bola temos a certeza que vamos fazer um jogo equilibrado, vamos ser apertados, porque eles colocam muitos jogadores em cima da última linha de quem defende.»

 

Equipa pressionada com mais resultado e exibição fraca na Taça:

«Ganhámos 7 jogos consecutivos antes, só não ganhámos os dois últimos dois e houve a Taça. Foi um jogo em se jogou quanto basta, frente a uma equipa organizada. Não jogando com muita qualidade, também não foi assim tão negativo.»

Há um ano venceu Libertadores, pensava estar em Lisboa?: «O Benfica é favorito em todas as competições, pode é não ter competência para chegar lá,  uma coisa é ser favorito outra é ter poder para chegar lá. Mas agora estou interessado neste projeto. Estamos a trabalhar para chegar lá, para títulos como o que conquistei no Brasil. Vencer competições internas é uma coisa, ir até ao final da Champions e outra. Demora mais tempo. Os treinadores mudam de clube com facilidade, quando são procurados como eu em todo o mundo ainda mais fácil.»

 

Uma análise a Gabriel: «Ele tem características para ser um médio defensivo de muita qualidade, é rápido, quando a equipa precisa de velocidade na defesa ele faz muito bem, tem agressividade sobre o portador da bola, pode ser um primeiro médio mais do que um segundo. Nos primeiros jogos esteve muito bem, depois quando modificámos com rotatividade, comecei a trocar entre ele e o Weigl. Num ou noutro não esteve ao nível, mas satisfez-me sempre o comportamento dele. Aquela posição é uma onde eu mais exijo em termos táticos e ele pode estar dentro desse perfil.»

 

 

 

Ler Mais
Comentários (74)

Últimas Notícias