Vitória denuncia «intervenção policial desproporcionada»

Vitória de Guimarães 26-10-2020 19:38
Por Redação

Através de comunicado, o Vitória condena o que considera ter sido a «intervenção policial desproporcionada» antes do início do jogo com o SC Braga, disputado na noite de domingo, no Estádio D. Afonso Henriques.

 

Comunicado na íntegra:

 

Intervenção policial desproporcionada

 

Tendo recolhido e analisado elementos relativos à atuação policial nas imediações do Estádio D. Afonso Henriques, antes do encontro deste domingo, o Vitória Sport Clube manifesta o seu profundo incómodo perante a desproporcionalidade da ação das forças de segurança e, como tal, solicitou os relatórios da operação à PSP, reclamando ações concretas que concluam sobre a atuação verificada e que esclareçam sobre um uso excessivo de força perante os adeptos do nosso Clube.

Num fim-de-semana marcado pela presença massiva de público num grande evento desportivo acolhido por Portugal e pelas naturais concentrações que aí se notaram, até com generalizados relatos mediáticos de “facilitismo sanitário”, não é possível que o País tolere cargas motivadas “por cânticos de apoio” e “tochas deflagradas”, conforme se lê na Imprensa desta segunda-feira. A violência desproporcionada é, por si só, um lamentável abuso de autoridade, mas num tempo tão sensível como o que enfrentamos é especialmente crítico que se transmitam mensagens tão díspares e se pratiquem critérios tão diferenciados, permitindo-se que vingue a ideia de que há normas para uns e normas para outros.

À diferenciação negativa de que o futebol tem sido alvo, já de si tão penalizadora, não pode acrescentar-se um estigma particular sobre os adeptos do Vitória Sport Clube, como se o País não tivesse assistido, ao longo dos últimos meses, a pequenos ajuntamentos de adeptos de outros clubes. É inaceitável, assim sendo, que o uso da força se torne discricionário, como inaceitável será o silêncio daqueles a quem cabe garantir que jamais, mesmo em tempos extraordinários, nos confrontemos com uma suspensão constitucional e a instauração de um estado policial.

 

PSP identificou adeptos

 

Também esta segunda-feira, a Polícia de Segurança Pública (PSP) anunciou ter identificado adeptos do Vitória por desrespeito às «regras de distanciamento social» antes do dérbi minhoto.

 

Em comunicado, a força de segurança adiantou que, no domingo, «vários adeptos» do emblema vimaranense se reuniram no exterior do Estádio D. Afonso Henriques, onde «deflagraram vários artigos pirotécnicos», antes da intervenção policial «impedir» a prática.

 

A PSP teve igualmente de abordar diversos cidadãos no sentido de garantir o cumprimento do distanciamento social, tendo procedido ao levantamento de vários autos.

Ler Mais
Comentários (76)

Últimas Notícias

Mundos