Vieira: «Se o Jorge tem logo dito sim Lage não seria treinador»

Benfica 26-10-2020 09:27
Por Redação

O presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, em entrevista a A BOLA, analisou vários aspetos da vida do clube e clarificou a situação em torno da escolha de Jorge Jesus.

 

- Afirmou que Jesus não voltaria ao Benfica. Porque mudou de opinião?

 

«É o contexto. Quando falei o contexto era um, hoje é outro. A vinda do Jesus foi muito, muito pormenorizada e bem pensada. Não foi pensado há dias. Ele sabe melhor do que eu que não foi há dias», afirmou Luís Filipe Vieira, em entrevista a A BOLA.

 

- Disse que tinha pensado em Jesus em março/abril.

 

«Não, não, disse: ‘Se houvesse uma alteração no Benfica tu serás o próximo treinador do Benfica, assim o queiras.»

 

- Ainda agora, na RTP3, disse que tomou a decisão de contratar Jesus em março/abril. E em junho disse que Bruno Lage seria o treinador do Benfica independentemente de ganhar ou não o título.

 

«Não, não, não. Se calhar, aí, há qualquer coisa que está mal. Sei a conversa que tive com Jesus. Disse ao Jorge: ‘Se nós fizermos alguma alteração, tu serás o nosso treinador’. Aliás, deixe-me dizer, quando chamo Bruno Lage, quando ele entra, se o Jorge tem dito que sim, na altura, não seria o Bruno Lage [o treinador substituto de Rui Vitória]. Agora, quando o Bruno Lage entra já não era capaz de tirá-lo de lá. Isso acabou. O Bruno era para fazer um jogo, depois o Jorge disse que não. Era o Jorge que estava pensado, vamos ser claros nisto.»

Ler Mais
Comentários (180)

Últimas Notícias