Ozil fala em ato desumano e clama por justiça

Arsenal 21-10-2020 12:53
Por Redação

Foi através das redes sociais que Mesut Ozil reagiu à decisão do Arsenal de o deixar fora da lista de jogadores inscritos na Premier League, depois de o mesmo ter já sucedido em relação à Liga Europa.

 

Numa «mensagem difícil» dirigida aos adeptos, o médio alemão não esconde a tristeza por se ver impedido de jogar pelo clube que representa desde 2013/2014, salientando que, desde que renovou contrato em 2018, jurou «lealdade e fidelidade» ao emblema que diz amar.

 

«Entristece-me que não seja recíproco», assinala Ozil. «Procurei sempre manter-me positivo e à espera que pudesse voltar à equipa. Daí o meu silêncio até agora», explica o jogador de 32 anos.

 

Diz Ozil que antes da paragem motivada pela pandemia de Covid-19 tudo parecia correr pelo melhor.

 

«As minhas exibições estavam a um bom nível. Mas, de repente, as coisas mudaram, de novo, e não fui mais autorizado a jogar pelo Arsenal», lamenta.

 

«Vou continuar a lutar pela minha oportunidade e não deixarei que a minha oitava época no Arsenal termine desta forma. Vou continuar a treinar o melhor que posso e onde for possível usarei a minha voz contra atos desumanos e para clamar por justiça», conclui o alemão.

 

Ler Mais
Comentários (9)

Últimas Notícias