Casillas recorda condição de suplente com Mourinho: «Era pessoal»

Espanha 27-09-2020 09:55
Por Redação

Iker Casillas recordou alguns dos momentos mais marcantes da sua carreira, como a saída do Real Madrid ou a relação conturbada com José Mourinho.

 

Que diferenças entre ser suplente com Del Bosque e com Mourinho? «As duas situações foram diferentes, uma estava justificada a nível desportivo, a outra mais a nível pessoal. [Com Mourinho] fomos duas pessoas que se deram bem durante um ano e meio, mas depois tiveram divergências, o normal entre treinador e capitão de equipa. Temos que falar todos os dias e a relação vai sofrendo um desgaste. Ele pensava que eu não estava ao nível de outro companheiro e como a nossa relação já não estava tão bem, era mais fácil escolher o outro. Há muitas coisas que as pessoas não veem, mas agora temos uma boa relação. Já nos encontrámos várias vezes com palavras agradáveis. Cada um queria o melhor para a equipa. Decidi não me relacionar com ele porque não gostava do que via», explicou na conferência da Fundação Telmex, no México.

 

Casillas recordou a saída do Real, assinalada em julho de 2015, e em que deu uma conferência de imprensa sozinho para dar a notícia, em lágrimas: «Enganámo-nos dos dois lados. Não gosto de ver aquelas imagens e não foi bom nem para mim nem para o clube. Algum dia vamos limpar esse deslize e fazer coisas boas.»

 

Sem poder jogar devido ao problema cardíaco que teve há um ano e meio, o jogador falou sobre como é a vida sem futebol.

«A vida muda muito. De ter uma rotina e a afazeres diários passamos a ter de reinventar-nos um pouco a nível pessoal e profissional. Tive sorte, há três anos comecei a pensar no que fazer depois de terminar a carreira e depois do enfarte já tinha o caminho definido. As circunstâncias fizeram com que tivesse que recorrer a esse caminho mais cedo do que estava a pensar, mas estava preparado», contou.

 

 

Ler Mais
Comentários (16)

Últimas Notícias