SAD deu lucro de 274,5 mil euros, mas o passivo subiu um milhão

Vitória de Guimarães 17-09-2020 09:03
Por Pedro Manuel Couto

O Relatório e Contas da SAD do Vitória de Guimarães relativo à temporada de 2019/2020 mostra, pelo sexto ano consecutivo, um resultado positivo, agora de 274,5 mil euros, embora o passivo tenha aumentado 1,367 milhões de euros, sendo agora de 23,453 milhões de euros.

Os números agora conhecidos confirmam que a ponta final da gestão da anterior SAD vitoriana, que era liderada por Júlio Mendes, promoveu um gasto substancial com a aquisição de jogadores e respetivos salários. Por 50 por cento do passe do médio Mikel Agu - a restante parte continua pertença   do FC Porto - pagou 810 mil euros. Mas a principal novidade diz respeito a Blati Touré. O médio burquinense custou 350 mil euros e nunca somou qualquer presença em jogos oficiais.

O ponta de lança Bruno Duarte, contratado aos ucranianos do FC Lviv, custou 635 mil euros, e representou o investimento mais elevado, feito já pela atual Administração, presidida por Pinto Lisboa.

E, para terem direito a 50 por cento da estrela Marcus Edwards, que estava nos ingleses do Tottenham, os vitorianos gastaram a verba de 100 mil euros.

O exercício mostra ainda que a sociedade desportiva adquiriu os direitos económicos de 23 jogadores, o que equivale a um gasto aproximado de 2,5 milhões de euros.

O relatório e contas agora conhecido será discutido e votado em assembleia geral, no próximo dia 29.   

Leia mais na edição digital ou na edição impressa de A BOLA.

 

 

 

Ler Mais
Comentários (41)

Últimas Notícias

Mundos