Torneio KK ‘substitui’ Nacional

Judo 13-08-2020 09:46
Por Miguel Candeias

O Nacional já não será disputado entre 26 e 27 de setembro e deverá ser adiado para outubro, em data e local ainda a confirmar. No seu lugar, mas a realizar-se apenas a 26 de setembro, igualmente em Coimbra, surgirá o Torneio Internacional Kiyoshi Kobayashi.
Esta é a grande novidade depois da seleção brasileira, que continua a estagiar naquela cidade, com 27 judocas, a par da equipa das quinas, ter decidido prolongar a permanência por um mês e efetuar uma competição após quase três meses de trabalho em solo luso. Recorde-se que os canarinhos contam com elementos de elevado nível internacional, alguns medalhados em Jogos e mundiais.


«É verdade, vão prolongar a estadia e ficar mais um mês. Só irão embora a 27 de setembro», confirmou ontem o presidente da federação portuguesa, Jorge Fernandes, no arranque de nova semana de estágio - já são quase dois meses - em Coimbra. Agora com a chegada de 11 judocas do clube madrileno Sotillo - por duas semanas -, o que elevou o número de presenças para cerca de 140, oriundos de sete países.


Mas que razão levou a alterar de novo a data do Nacional? «Inicialmente o Brasil iria embora a 29 de agosto, mas propusemos-lhes entrarem no KK e eles acharam muito bem. Ninguém compete desde março e após este intenso trabalho é sempre importante testarem-se. Pagaremos uma semana de estadia desse prolongamento», revelou Fernandes. «Sim, pelos vistos estão a gostar das condições que têm encontrado».


«Decidimos a alteração do Nacional para aproveitarmos a presença do Brasil. Assim os nossos melhores judocas [Portugal tem oito virtualmente qualificados para os Jogos de Tóquio], terão uma competição de outro nível. Como os estrangeiros não podem entrar no Nacional, que iria igualmente servir para a equipa olímpica ganhar rodagem antes do regresso ao Circuito Mundial e para o Europeu de Praga [novembro], optamos por voltar às datas anteriores à pandemia», explica o líder da FPJ.


«E com a mudança do Nacional para outubro também vamos de encontro ao pedido de alguns atletas que nos contactaram por acharem que o campeonato em setembro era demasiado cedo, até por causa dos cubes que fecharam e alguns continuam, e por isso não teriam muito tempo de preparação. Assim juntou-se o útil ao agradável», contou ainda Fernandes.


E tem esperança que outros estrangeiros que cá estão também entrem no KK? «Sim, se quiserem podem participar. A prova é aberta e provavelmente virão outros, até porque irão saber que o Brasil vai participar», refere. «Sim, todos serão testados antes. Como temos visto essa regra é uma mais valia», concluiu.

Ler Mais
Comentários (0)

Últimas Notícias

Mundos