Ozil sobre corte salarial: «Muitas perguntas ficaram por responder»

Arsenal 13-08-2020 10:00
Por Redação

Mesut Özil teceu, esta semana, as suas primeiras palavras desde o avanço da política de cortes salariais na primeira divisão de futebol inglesa por conta da pandemia de Covid-19. Numa decisão que o comité da Premier League deixou ao critério dos jogadores, houve alguns, como foi o caso do internacional alemão, que optaram por não aceitar uma redução no vencimento. Escolha que levantou algumas críticas.

 

Alvo de duras críticas, o médio de 31 anos do Arsenal explicou, em entrevista ao The Athletic, a razão que o levou a tomar tal atitude. Apontando o dedo à falta de informação, garantiu que todos os jogadores «quiseram contribuir». 

 

«Fomos forçados a tomar uma decisão sem um devido esclarecimento. Qualquer pessoa na nossa situação gostaria de saber tudo, perceber o porquê e para onde vai o dinheiro. Precisávamos de mais informação e muitas perguntas ficaram por responder», afirmou. 

 

«Não recebemos detalhes suficientes. Simplesmente tivemos que tomas uma decisão rápida, sobre uma coisa demasiado importante. Houve demasiada pressão», completou. 

Ler Mais
Comentários (7)

Últimas Notícias

Mundos