Dragões na FIFA devido a cláusula anti-rivais imposta por Nuno Santos

FC Porto 06-08-2020 12:10
Por Paulo Pinto

O interesse do FC Porto em Nuno Santos pode entroncar num folhetim jurídico, uma vez que quando o Benfica cedeu o extremo ao Rio Ave - no âmbito das contrapartidas de 30 por cento que o emblema nortenha detinha no passe de Ederson - impôs uma cláusula anti-rivais no valor de cinco milhões de euros.

 

O FC Porto entende, no entanto, que à luz dos regulamentos da UEFA e da FIFA essa dita cláusula anti-FC Porto e Sporting não tem qualquer tipo de legalidade e socorre-se mesmo de dois casos específicos ocorridos em Inglaterra, quando o Arsenal foi multado por ter incluído uma cláusula deste género nas transferências de Joel Campbell (Frosinone) e Akpom (PAOK). O emblema londrino ficou avisado que em caso de repetição seria sancionado de forma severa.

 

Nessa conformidade, os dragões pretendem mesmo avançar para a contratação do extremo, que agrada bastante a Sérgio Conceição. As negociações com o presidente António Silva Campos prosseguem a bom ritmo, mas o Rio Ave também não quer ser colocado numa batalha jurídica entre o FC Porto e Benfica.

Ler Mais
Comentários (81)

Últimas Notícias

Mundos