Mais um candidato anunciado (artigo de José Manuel Delgado)

CRÓNICAS DE UM MUNDO NOVO 30-07-2020 14:52
Por José Manuel Delgado

Depois de Luís Filipe Vieira confirmar que seria candidato a mais um mandato à frente do Benfica e de João Noronha Lopes ter declarado que também iria a jogo nas eleições de outubro, hoje foi a vez de Rui Gomes da Silva cumprir com o que já vinha há muito a prometer e a entrar na corrida para o principal cadeirão da Luz.

 

Rui Gomes da Silva e Noronha Lopes coincidem nas críticas à gestão desportiva de Vieira, especialmente no último mandato, e um e outros mostram-se inconformados com os danos reputacionais sofridos pelo Benfica em tempos recentes; a isto, o vieirismo responde com a saúde financeira do emblema da águia, os cinco títulos nacionais conquistados nas últimas sete temporadas, e ainda com o facto do clube nunca ter sido condenado em Tribunal.

 

Os dados estão lançados para uma disputa viva, que ficará incompleta se não houver debates entre os candidatos. Mas que ninguém duvide de que o resultado de outubro vai ser influenciado de forma decisiva, mais do que por argumentos ou razões, por aquilo que a equipa de Jorge Jesus fizer, sobretudo no apuramento para a Champions, mas também nas primeiras jornadas do campeonato.

 

É evidente que não devia ser assim, a conjuntura futebolística não devia influenciar as grandes decisões, mas não há volta a dar, o voto nos clubes é, antes de mais, emocional e assim continuará a ser.

 

Como já disse a propósito do lançamento da candidatura de Noronha Lopes, estas eleições serão marcadas pelo calendário em que decorrem: tivesse Luís Filipe Vieira dado ouvidos a alguns colaboradores, as eleições teriam sido antecipadas para o início de setembro. O presidente recandidato daria, é certo, um sinal de fragilidade, mas ficaria a salvo de qualquer ‘Krasnodar’ que lhe aparecesse pela frente; assim, tudo vai acontecer num ambiente em que Vieira age e os opositores reagem, essencialmente nas contratações, que, ao contrário de outros atos eleitorais, deixaram de ser arma para os candidatos.

 

Quando as eleições acontecerem, o mercado estará mais do que fechado!

 

Apenas uma nota mais: Sei que há o hábito das listas de honra (que valem o que valem, nas últimas eleições Nélson Évora fazia parte dos ilustres de Luís Filipe Vieira e transferiu-se para o Sporting...), mas, atendendo à provecta idade de alguns dos campeões europeus (o sr. Ângelo está com 90 nos), que tal deixarem-nos em paz?

Ler Mais
Comentários (8)

Últimas Notícias

Mundos