Não trago boas notícias… (artigo de José Manuel Delgado)

CRÓNICAS DE UM MUNDO NOVO 11-07-2020 15:12
Por José Manuel Delgado

A Covid-19 nunca esteve, como agora, tão ativa à escala global, países desenvolvidos, como os Estados Unidos, não conseguem ‘virar o bico ao prego’ e noutras partes do Mundo, gigantes como o Brasil, a Rússia ou a Índia ainda não chegaram ao pico da crise; simultaneamente – e hoje basta ler a primeira página do Expresso – a opinião pública portuguesa é alertada para uma mais do que provável segunda vaga, no Outono, que merecerá novamente cuidados especiais e uma segurança sanitária acrescida. 
Neste cenário, francamente, não sei como será possível retomar, de forma consequente, a atividade desportiva, profissional (exceto a I Liga de futebol, que vive numa bolha), amadora e de formação, em todas as modalidades.


Sem falar em eventuais normas restritivas de confinamento, que podem vir a ser novamente implementadas até ao fim do ano, como é possível – ou seja, em suma, quem paga? – criar condições sanitárias para retomar as competições? Um teste Covid-19 custa, com preço especial, 65 euros, e todos os clubes precisam de, semanalmente, fazer os despistes que evitem os contágios. 


Será possível, mantendo-se o regime de porta fechada (e é para isso que aponta o futuro próximo, mantendo-se o crescimento de casos ativos entre nós), que os clubes gerem receitas para retomar as modalidades de pavilhão, mesmo que apenas ao nível profissional?
No futebol, aliás, apenas no futebol da I Liga, as receitas televisivas, que sobrevivem ao vazio das bancadas, ainda vão dando para pagar as contas e justificar a retoma. O mesmo pode dizer-se da Liga Pro? Não me parece. Por isso, e porque o Governo já fez saber que tem mais onde gastar dinheiro do que na atividade desportiva, não me resta outra opção que não seja olhar para o futuro de pé atrás e nariz torcido. 


Infelizmente, não sou portador de boas notícias. Mas é bom que alguém diga as coisas como elas são, para que, mais à frente, o choque não seja ainda maior. E a verdade é que, enquanto não chegar a vacina que devolva o vírus às profundezas do Inferno, por muito que queiramos, por muito que tentemos, por muito que nos procuremos adaptar, por muito, até, que façamos de contas que não é bem assim, 99% da atividade desportiva em Portugal continuará ligada à máquina.   
 

Ler Mais

A PAIXÃO CONTINUA EM CASA


O momento particular que vivemos determina a permanência das pessoas em casa além do fecho de todas as lojas comerciais alterando dramaticamente os hábitos das pessoas no que toca à leitura e ao acesso à informação.

Neste momento de grandes dificuldades para todos, estamos a trabalhar a 100% para continuar a fazer-lhe companhia todos os dias com o seu jornal A Bola , o site ABOLA.pt e no canal A Bola Tv.

Mas este trabalho só vale a pena se chegar aos seus clientes de sempre sem os quais não faz sentido nem é economicamente sustentável.

Para tanto precisamos que esteja connosco, que nos faça companhia, assinando a versão digital de A Bola e aproveitando a nossa campanha de assinaturas.

ASSINE JÁ

Comentários (2)

Últimas Notícias