Vice-presidente comenta interesse do Benfica em Jorge Jesus

Flamengo 08-07-2020 10:21
Por Nuno Paralvas

O vice-presidente para o futebol do Flamengo, Marcos Braz, principal responsável pela contratação de Jorge Jesus, deu conta, em conversa com A BOLA, de que está tranquilo quanto ao interesse das águias no treinador de 65 anos. Partilha que não foi confrontado oficialmente com qualquer manifestação do Benfica, nem Jorge Jesus o informou sobre o assunto. Só tem a certeza de que haverá final feliz. Fique ou parta Jesus.


«Não estou a par oficialmente [do interesse do Benfica], mas lemos pelos jornais. Tenho nacionalidade portuguesa, sou português e conheço muitas pessoas do futebol que me confirmam», começou por dizer Marcos Braz, para quem o desejo do Benfica de contratar Jesus em nada o surpreende. «Um grande clube português querer contratar o Jorge é sinal de que acertámos ao acreditar nele há um ano. Nada que seja inesperado», justifica o homem forte do futebol do campeão brasileiro e vencedor da Taça Libertadores.


O Flamengo, por agora, vai esperar. «Não conversei com o Jorge sobre esse assunto», assinala Marcos Braz, que até diz que não tem muita coisa para conversar com o mister, como Jesus ficou conhecido no Brasil. Mantém, porém, abertura para ouvir o treinador que Vieira quer de volta na Luz: «Se houver qualquer interesse dele em falar sobre qualquer assunto, falarei com ele. Vou aguardar.»


O vice-presidente para o futebol do Flamengo vinca que a relação com Jesus «é a melhor possível» e dispara um tiro sem, no entanto, abrir muito o jogo: «A minha relação com o Jorge é a mais leal possível, por tudo o que tratámos e falámos desde que falei com ele em Lisboa. Cumpri tudo e nem estou a falar de assuntos financeiros. É uma relação muito boa. No dia em que [Jesus] ache que tem de falar de um assunto importante para falar comigo, falarei.»

 

«Não temos de negociar nada. A minha relação com o Jorge é maior do que isso, muito maior do que isso. Vai conversar comigo a hora que entender ou se entender que tem alguma coisa para falar. Não tem de abrir negociação, não tem abrir mão», acrescentou.

 

Leia mais na edição impressa ou digital de A BOLA.

Ler Mais

A PAIXÃO CONTINUA EM CASA


O momento particular que vivemos determina a permanência das pessoas em casa além do fecho de todas as lojas comerciais alterando dramaticamente os hábitos das pessoas no que toca à leitura e ao acesso à informação.

Neste momento de grandes dificuldades para todos, estamos a trabalhar a 100% para continuar a fazer-lhe companhia todos os dias com o seu jornal A Bola , o site ABOLA.pt e no canal A Bola Tv.

Mas este trabalho só vale a pena se chegar aos seus clientes de sempre sem os quais não faz sentido nem é economicamente sustentável.

Para tanto precisamos que esteja connosco, que nos faça companhia, assinando a versão digital de A Bola e aproveitando a nossa campanha de assinaturas.

ASSINE JÁ

Comentários (45)

Últimas Notícias

Mundos