Os contornos do acordo para a rescisão de Bruno Lage

Benfica 01-07-2020 11:05
Por Nuno Reis

Foi preciso partir pedra no momento de discutir o acordo de rescisão de contrato de Bruno Lage, mas o Benfica parece ter-se livrado de boa, pois não terá de pagar automaticamente os €8 milhões relativos à ligação de quatro anos interrompida por vontade do presidente do clube, Luís Filipe Vieira. Quando renovou o vínculo em dezembro, o treinador ficou ligado à águia até junho de 2024 e recebeu aumento significativo de ordenado, auferindo desde então cerca de €2 milhões brutos por época, aproximadamente um milhão de euros líquido por ano. Na prática, não parece perder qualquer direito com o acordo obtido ontem à noite. Um acordo difícil, mas que será muito favorável ao treinador e que A BOLA lhe explica.


O Benfica continuará, pois, a suportar as verbas a que Bruno Lage tinha direito até que este encontre um clube para prosseguir a carreira. E mesmo nessa situação os encarnados poderão ter de continuar a depositar euros na conta de Bruno Lage, isto se o salário for mais baixo no próximo empregador. As águias teriam de colocar a diferença, de maneira a igualar o tal milhão/ano que recebia.
No pior dos cenários, se o técnico não chegar a acordo com qualquer clube nos próximos quatro anos, então o Benfica terá mesmo de honrar os tais €8 milhões, o que é altamente improvável, até porque A BOLA sabe que a Gestifute, empresa de Jorge Mendes que representa o treinador, tem planos para Lage. Provavelmente vai começar a próxima temporada a trabalhar e numa liga melhor do que a portuguesa.

 

Rui Vitória, refira-se, tinha ano e meio de contrato quando partiu em janeiro de 2019, mas em menos de 15 dias estava a treinar o Al Nassr, da Arábia Saudita, saindo por isso a custo zero ao Benfica.

Ler Mais

A PAIXÃO CONTINUA EM CASA


O momento particular que vivemos determina a permanência das pessoas em casa além do fecho de todas as lojas comerciais alterando dramaticamente os hábitos das pessoas no que toca à leitura e ao acesso à informação.

Neste momento de grandes dificuldades para todos, estamos a trabalhar a 100% para continuar a fazer-lhe companhia todos os dias com o seu jornal A Bola , o site ABOLA.pt e no canal A Bola Tv.

Mas este trabalho só vale a pena se chegar aos seus clientes de sempre sem os quais não faz sentido nem é economicamente sustentável.

Para tanto precisamos que esteja connosco, que nos faça companhia, assinando a versão digital de A Bola e aproveitando a nossa campanha de assinaturas.

ASSINE JÁ

Comentários (70)

Últimas Notícias

Mundos