Nélson Oliveira falha Mundiais

Ciclismo 28-06-2020 10:41
Por Fernando Emílio

A UCI confirmou a realização dos Campeonatos do Mundo de 20 a 27 de setembro em Aigle e Matigny na Suíça, mantendo o programa de corridas previsto, o que vai impedir o português Nélson Oliveira de participar na prova de contrarrelógio.


De0pois do realinhamento do calendário internacional e em particular do World Tour, existia a possibilidade de o contrarrelógio misto se realizar no primeiro dia, como aconteceu no ano passado, e o exercício individual avançar para quarta-feira. Como tal não sucedeu, os corredores que disputarem a Volta à França não poderão participar na corrida, a menos que desistam da prova francesa, cujo último dia coincide com o do contrarrelógio individual.

 

«Não vislumbramos o interesse que leva a UCI a realizar o contrarrelógio no primeiro dia, quando tinha outras soluções que agradariam a todos e poderiam juntar os melhores especialistas. As equipas não vão permitir que na parte mais importante do Tour os corredores abandonem, situação que desvaloriza o campeonato do mundo», afirmou Tom Dumoulin da Jumbo-Visma, que se sagrou campeão do mundo em 2017.


Nélson Oliveira que recomeça a temporada na Volta à Polónia (5 a 9/08) e que faz parte dos selecionados da Movistar para a Volta à França e Volta à Espanha, também não concorda com a decisão da UCI: «Não acredito que a equipa me deixe desistir na quarta-feira para ir correr os mundiais quando estamos na fase decisiva do Tour e faltam três etapas de montanha, além disso, existem outros corredores nas mesmas situações. Não participando no crono dificilmente irei à prova em linha, que está mais apontada a trepadores, pertencendo ao selecionador a decisão final», afirmou a A BOLA o corredor bairradino que parte na quarta-feira para Pamplona, onde vai realizar testes aerodinâmicos, seguindo-se um estágio em altitude em Andorra.

 

«A participação nos nacionais está pendente do programa da equipa. Nessa semana termina o estágio que antecede a Volta à França, diria que tenho 50 por cento de possibilidades de estar em Paredes», concluiu Nélson Oliveira no final do treino de ontem.

 

Leia mais na edição impressa do jornal A BOLA deste domingo
 

Ler Mais

A PAIXÃO CONTINUA EM CASA


O momento particular que vivemos determina a permanência das pessoas em casa além do fecho de todas as lojas comerciais alterando dramaticamente os hábitos das pessoas no que toca à leitura e ao acesso à informação.

Neste momento de grandes dificuldades para todos, estamos a trabalhar a 100% para continuar a fazer-lhe companhia todos os dias com o seu jornal A Bola , o site ABOLA.pt e no canal A Bola Tv.

Mas este trabalho só vale a pena se chegar aos seus clientes de sempre sem os quais não faz sentido nem é economicamente sustentável.

Para tanto precisamos que esteja connosco, que nos faça companhia, assinando a versão digital de A Bola e aproveitando a nossa campanha de assinaturas.

ASSINE JÁ

Comentários (0)

Últimas Notícias

Mundos