«O parecer da DGS tem lá coisas que não têm pés nem cabeça»

Marítimo 22:55
Por Redação

José Gomes, técnico do Marítimo, juntou-se às várias vozes críticas para com o parecer da Direção Geral de Saúde (DGS) com indicações para o retorno do futebol, em especial a responsabilização de cada indivíduo pelo contágio.

 

«Numa leitura de interpretação rápida, têm lá coisas que, em bom português, não têm pés nem cabeça. Vamos todos esperar, porque, se for exigida a assinatura de todos os agentes desportivos daquilo que está escrito, pode até hipotecar a retoma do futebol», disse, num debate promovido nas redes sociais do clube.

 

A possibilidade dos madeirenses terem de rumar ao continente para disputarem os restantes jogos está também em cima da mesa. «Seria melhor para todas as equipas jogarem no seu próprio estádio. Não haveria no ar a especulação de se poder falar em benefícios de ninguém. Todos os estádios da Liga têm condições para promover estas questões de segurança e higienização», garantiu.

 

Por fim, e no que toca as decisões tomadas no Campeonato de Portugal e na Liga 2, fala em dualidade de critério. «Ficamos com dúvidas ao que seria feito à liga, atendendo ao que aconteceu na II Liga, CNS [Campeonato de Portugal] e campeonatos distritais. Para o futebol português, tivemos medidas e pesos diferentes, formas de avaliar e ajuizar diferentes e que não se conseguem compreender. Há decisões que são tomadas na secretaria e outras em campo. Há equipas que sobem e outras impossibilitadas de subir e não se sabe porquê», atirou.

Ler Mais

A PAIXÃO CONTINUA EM CASA


O momento particular que vivemos determina a permanência das pessoas em casa além do fecho de todas as lojas comerciais alterando dramaticamente os hábitos das pessoas no que toca à leitura e ao acesso à informação.

Neste momento de grandes dificuldades para todos, estamos a trabalhar a 100% para continuar a fazer-lhe companhia todos os dias com o seu jornal A Bola , o site ABOLA.pt e no canal A Bola Tv.

Mas este trabalho só vale a pena se chegar aos seus clientes de sempre sem os quais não faz sentido nem é economicamente sustentável.

Para tanto precisamos que esteja connosco, que nos faça companhia, assinando a versão digital de A Bola e aproveitando a nossa campanha de assinaturas.

ASSINE JÁ

Comentários (10)

Últimas Notícias

Mundos