Luís Miguel Oliveira treina Timon e já acertou contrato com Itapipoca

Brasil 24-02-2020 09:50
Por João Esteves

É a outra realidade do futebol brasileiro. Longe dos holofotes que, legitimamente, acompanham os êxitos do Flamengo de Jorge Jesus. O treinador português Luís Miguel Oliveira, de 48 anos, que recentemente voltou ao Piauí para dirigir o Timon, no estadual piauiense, depois de ter iniciado o ano no Cascavel CR, do Paraná – onde ficou apenas duas jornadas, tendo abandonado o cargo depois de divergências com a gestão do clube –, já tem contrato acertado para a segunda parte da temporada.

 

Assim, e a partir de abril, Luís Miguel Oliveira vai assumir o Itapipoca, na II Divisão do Ceará. Será o 26.º clube do treinador português no Brasil, desde que em 2006 apostou numa carreira internacional.

 

Até lá, Luís Miguel Oliveira tem a difícil tarefa de garantir a manutenção do Timon no principal escalão do Piauí. Na estreia, venceu o Piauí por 3-1, somando agora 4 pontos no 7.º lugar, cumpridos seis jogos oficiais.

 

Nascido em Lisboa, Luis Miguel Gouveia de Oliveira passou pela formação do Arrantela e do Atlético antes de cruzar o Atlântico. Em solo brasileiro, o técnico estreou-se, em 2006, à frente do Ceres, do Rio de Janeiro, e seguiram-se experiências no Vitória-PE, Vera Cruz-PE, Corintians-RN, Vila Rica, Santa Rosa, Ananindeua, América-AM, Iranduba, São Raimundo-AM, Holanda-Am e Cordino, antes de uma primeira passagem pelo Piauí, em 2014, para dirigir o 4 de Julho, clube onde voltou a trabalhar em 2017. O Timon-PI é agora o 25.º clube que orienta no Brasil.

A PAIXÃO CONTINUA EM CASA


O momento particular que vivemos determina a permanência das pessoas em casa além do fecho de todas as lojas comerciais alterando dramaticamente os hábitos das pessoas no que toca à leitura e ao acesso à informação.

Neste momento de grandes dificuldades para todos, estamos a trabalhar a 100% para continuar a fazer-lhe companhia todos os dias com o seu jornal A Bola , o site ABOLA.pt e no canal A Bola Tv.

Mas este trabalho só vale a pena se chegar aos seus clientes de sempre sem os quais não faz sentido nem é economicamente sustentável.

Para tanto precisamos que esteja connosco, que nos faça companhia, assinando a versão digital de A Bola e aproveitando a nossa campanha de assinaturas.

ASSINE JÁ

Ler Mais
Comentários (0)

Últimas Notícias