Michael Holt conquista 1.º título no ‘Shoot Out’ e arreda Ronnie da próxima prova

Snooker 23-02-2020 22:56
Por António Barroso

O inglês Michael Holt, de 41 anos, 39.º da hierarquia, conquistou este domingo, ao fim de 24 anos de profissional (desde 1996), a sua primeira prova de ‘ranking’, o ‘Shoot Out’, torneio da época 2019/2020 do World Snooker Tour que decorreu desde quinta-feira, dia 20 do corrente mês, e terminou neste dia, no Coliseu de Watford (Inglaterra), ao vencer na final do singular evento de apenas um ‘frame’ ou parcial (1-0) o chinês Zhou Yuelong, de 22 anos, 24.º do ‘ranking’.

 

Holt venceu sucessivamente no torneio Amine Amiri, Elliot Slessor, Ian Burns, Joe Perry, Ben Woollaston, Yan Bingtao e, por último, na sua segunda final consecutiva na prova, Zhou Yuelong, numa final em que além do troféu estava em jogo o 16.º lugar da hierarquia a um ano… e a última vaga no Players Championship, em detrimento do compatriota Ronnie O’Sullivan.

 

O ‘Shoot Out’ pontuou para o ‘ranking’ - escolha dos jogadores, das provas do World Snooker Tour por convite, a WST deixou ao arbítrio dos profissionais escolherem uma que contasse para a hierarquia… quiseram esta - e distribuiu £171 mil (€204.082) em prémios: o novo campeão, Michael Holt, que sucede ao tailandês Thepchaiya Un-Nooh, campeão em 2019 (após bater o mesmo Michael Holt na final) levou £50 mil (€59.673).

 

O snooker não vai parar sequer um dia: já segunda-feira, dia 24 do corrente mês, e até 1 de março, o Waterfront, em Southport (Inglaterra), recebe o Players Championship, segundo torneio das Coral Series (depois do World Grand Prix), reservado ao ‘top 16’ do ‘ranking’ a um ano.

 

O Players Championship distribui £385 mil (€459.482) em prémios, £125 mil (€149.182) ao campeão. Ronnie O’Sullivan venceu o torneio, também transmitido para Portugal (EuroSport) em 2019 (10-4 a Neil Robertson na final). Ronnie que está fora da prova em Southport e não conseguirá defender o título: saiu do ‘top 16’ a um ano na noite deste domingo, quando Zhou Yuelong garantiu a presença na final… com Michael Holt. A partir daí, a luta pela 16.ª vaga no próximo torneio era entre Holt e Zhou: quem ganhasse, estava em Southport.

 

No Players Championship, o acasalamento dos encontros é ditado pela ‘ranking’ a um ano: Judd Trump, número um, defrontará Michael Holt, o número 16, nos oitavos de final, enquanto Shaun Murphy, o número dois, defrontará o compatriota inglês David Gilbert, 15.º da hierarquia, e assim sucessivamente. Surpresa mesmo é o ‘Rocket’, que ficou pelo caminho logo nos 32avos de final do ‘Shoot Out’, ficar mesmo de fora, à última hora.

 

A terceira e última prova das Coral Series será o Tour Championship, de 17 a 22 de março no Venue Cymru, em Llandudno (Gales), e é reservada ao ‘top 8’ do ‘ranking’ a um ano após o Open de Gibraltar. Atribui £380 mil (€453.515) de prémios, das quais £150 mil (€179.019) ao campeão: Ronnie O’Sullivan venceu em 2019 (13-11 a Neil Robertson na final).

 

Players Championship e Tour Championship jogam-se à melhor de 11 ‘frames’ até às ‘meias’, inclusive: vence o primeiro a ganhar seis (de 6-0 a possíveis 6-5). A final será à melhor de 19 partidas, é campeão o primeiro a ganhar dez (10-0 a possíveis 10-9). O jogador que mais dinheiro amealhar nas Coral Series terá bónus de £100 mil (€119.346).

 

Final do ‘Shoot Out’, este domingo (campeão a negro):

Michael Holt-Zhou Yuelong, 1-0

 

‘Oitavos’ do Players Championship, a partir de 2.ª feira:

Judd Trump-Michael Holt

Shaun Murphy-David Gilbert

Neil Robertson-Joe Perry

Mark Selby-Mark Williams

Ding Junhui-Stephen Maguire

Yan Bingtao-Kyren Wilson

Mark Allen-Thepchaiya Un-Nooh

John Higgins-Graeme Dott

A PAIXÃO CONTINUA EM CASA


O momento particular que vivemos determina a permanência das pessoas em casa além do fecho de todas as lojas comerciais alterando dramaticamente os hábitos das pessoas no que toca à leitura e ao acesso à informação.

Neste momento de grandes dificuldades para todos, estamos a trabalhar a 100% para continuar a fazer-lhe companhia todos os dias com o seu jornal A Bola , o site ABOLA.pt e no canal A Bola Tv.

Mas este trabalho só vale a pena se chegar aos seus clientes de sempre sem os quais não faz sentido nem é economicamente sustentável.

Para tanto precisamos que esteja connosco, que nos faça companhia, assinando a versão digital de A Bola e aproveitando a nossa campanha de assinaturas.

ASSINE JÁ

Ler Mais
Comentários (1)

Últimas Notícias